Com 726 mil presos, Brasil supera Rússia e é o 3º com maior população carcerária

0 17

Maioria dos presidiários no País é negra e jovem; nove em cada dez presos no Brasil estão detidos em cadeias superlotadas, segundo Ministério da Justiça

Maioria dos presidiários no Brasil é negra e jovem, com idades entre 18 e 24 anos, segundo os dados do Depen
Marcelo Camargo/Agência Brasil (02.05.15)

Maioria dos presidiários no Brasil é negra e jovem, com idades entre 18 e 24 anos, segundo os dados do Depen

O Brasil ultrapassou a Rússia e se tornou o país com a terceira maior população carcerária do mundo: são mais de 726 mil presidiários por aqui, número que fica abaixo apenas do verificado nos Estados Unidos (2,1 milhões) e na China (1,6 milhão). Antigos donos da terceira posição no ranking, os russos agora aparecem na quarta posição, com 646 mil detentos. Os dados foram divulgados nesta sexta-feira (8) pelo Departamento Penitenciário Nacional (Depen), órgão vinculado ao Ministério da Justiça.

De acordo com a nova edição do Levantamento Nacional de Informações Penitenciárias (Infopen), que reúne dados referentes a 2015 e ao primeiro semestre de 2016, praticamente nove em cada dez presidiários no Brasil (89%) encontram-se em unidades com deficit de vagas, ou seja, em cadeias superlotadas – independente do regime de cumprimento da pena.

A maioria dos presos brasileiros (55%) é formada por jovens, com idades entre 18 e 29 anos, e por negros, que representam incríveis 64% do total de presos. A baixa escolaridade também reina nas cadeias do País: três em cada quatro presidiários não chegou a concluir o ensino médio, e menos de 1% dos presos possui formação no ensino superior.
Fonte: Último Segundo

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta