Temer nomeia ex-esposa de Gilmar para cargo de R$ 27 mil por mês em Itaipu

0 19

Signatária de peça favorável a Temer entregue ao TSE, advogada Samantha Meyer ocupará uma das cadeiras no Conselho de Administração da empresa binacional e receberá salário para participar de uma reunião a cada 2 meses

Michel Temer e Gilmar Mendes durante sessão do TSE para julgar ação que pedia cassação da chapa Dilma-Temer
Anderson Riedel/ VPR

Michel Temer e Gilmar Mendes durante sessão do TSE para julgar ação que pedia cassação da chapa Dilma-Temer

O presidente Michel Temer nomeou a advogada Samantha Ribeiro Meyer, ex-esposa do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes, para integrar o Conselho de Administração de Itaipu, a empresa binacional de energia que opera a hidrelétrica na fronteira com o Paraguai. O ato foi publicado na edição desta terça-feira (12) do Diário Oficial da União .

Casada com Gilmar Mendes por cerca de três anos, Samantha Meyer foi uma das advogadas que assinaram um parecer favorável a Temer que foi entregue pela defesa do peemedebista ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) durante o julgamento da ação que pedia a cassação da chapa Dilma-Temer. Presidida por Gilmar, a Corte acabou por rejeitar o pedido de cassação .

Doutora em Direito pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), Samantha atualmente é professora universitária e terá um mandato com vigência até maio de 2020 no conselho de Itaipu Binacional, cargo que lhe garantirá rendimento de R$ 27.061,89 por mês.

Cargo disputado

O Conselho de Administração da estatal de energia é composto por 12 conselheiros (seis do Brasil e seis do Paraguai), além de um representante do Ministério das Relações Exteriores de cada país. O grupo realiza uma reunião a cada dois meses, podendo ainda haver convocações extraordinárias em caso do surgimento de assuntos urgentes.

Devido aos altos rendimentos dos servidores de Itaipu (que chegam a superar o teto constitucional, que hoje é de pouco mais que R$ 33 mil), os cargos na estatal são amplamente disputados por núcleos políticos – que veem com apreensão a proposta de estatização da Eletrobrás, responsável pela cota brasileira da hidrelétrica. Uma das vagas brasileiras do Conselho de Administração ainda está vaga.

“Gil e Guio”

A união entre Gilmar Mendes e Samantha durou entre o fim de 2003 e meados de 2007, quando o então presidente do STF casou-se com sua atual esposa, Guiomar, que à época era secretária-geral do TSE. “Gil e Guio”, como o casal é conhecido na capital federal, estudaram e formaram-se juntos na Universidade de Brasília, há mais de três décadas.

Fonte: Ultimo Segundo

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta