Cartão de Estacionamento para idoso e PcD passa a ser entregue de imediato

0 138

Foto:

Tchélo Figueiredo

A partir do dia 29 de janeiro o cartão passará a ser entregue de forma imediata bastando que o interessado vá até a Semob, dê entrada no protocolo geral e se direcione ao setor de perícia. O servidor da secretaria vai imediatamente dar andamento ao processo, encaminhando o mesmo para  análise documental. O processo deverá conter o laudo médico que comprove a deficiência sem que seja necessário passar por perícia médica como era anteriormente.

“Antes o usuário dava entrada na Semob, o PcD por exemplo, tinha que apresentar o laudo do seu médico, passar por perícia novamente e aguardar a assinatura do secretário. O cartão levava cerca de 5 dias para ficar pronto e todo o trâmite cerca de 30 dias, mas agora a pedido do prefeito Emanuel Pinheiro, reduzimos esse tempo. Não é necessário esperar, porque a assinatura é digital e a análise do processo é feita diretamente pelo setor responsável”, conta a supervisora da Perícia Médica, Juliana Domingues.

Os benefícios são concedidos às pessoas com deficiência física, mental, auditiva, visual, câncer, aids, hemodiálise e ostomizados. Mas, conforme explicou a supervisora, em alguns casos os deficientes físicos são incluídos por meio de laudos, como por exemplo, no caso das doenças que causam privações de movimentos.

Como requerer o cartão

O cartão de estacionamento deve ser solicitado pelo beneficiário ou por um representante na sede da Semob (Rua 13 de Junho, 1289, no bairro Porto) mediante o preenchimento de requerimento, que está disponível no site da prefeitura.

Para a pessoa idosa que for o condutor, será preciso a Carteira Nacional de Habilitação (CNH), comprovante de endereço e preencher o formulário que é disponibilizado na hora. Caso o idoso não seja o motorista do veículo, será necessária a apresentação da CNH da pessoa que conduz o carro.

Para as pessoas com deficiência, o cartão de estacionamento deve ser solicitado pelo beneficiário ou por um representante mediante o preenchimento de requerimento, a cópia da carteira de identidade; comprovante de residência; laudo médico original e atualizado (com CID) ou documento equivalente que comprove a deficiência e a Carteira Nacional de Habilitação.

Em caso de deficiência auditiva, o interessado deve apresentar exame de audiometria original. Nesse caso, será preenchido o cadastro e validada a documentação.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta