Secretário de Governo vai à Câmara de Vereadores ler mensagens do Executivo

0 130

Como é de praxe, na reabertura dos trabalhos legislativos brasileiros, a Câmara de Vereadores de Cuiabá, abriu espaço para a leitura das mensagens do prefeito Emanuel Pinheiro (PMDB), que devem ser apreciadas e votadas, no decorrer das próximas sessões ordinárias deste mês. O prefeito que não foi à solenidade, enviou cinco mensagens, lidas pelo seu representante e Secretário de Governo Municipal, Carlos Roberto da Costa, o Nezinho, que reforçou a importância para a aprovação das metas e prioridades públicas do município, previstas para ocorrerem neste ano.

Nas mensagens destacam-se como prioridades, a criação da gestão municipal cidadã, que trata dos servidores, associações, sindicatos dentro da modernidade administrativa e transparente.

A prefeitura pretende implementar ações e metas para ampliar a política de desenvolvimento econômico sustentável e geração de emprego e renda. A proposta insere nos debates, as questões ligadas à indústria e comércio, aos pequenos produtores, ao pequeno, micro-empresário e o setor de turismo municipal.

A terceira mensagem diz respeito à cidadania e inclusão social, nas questões relacionadas à educação, saúde, assistência social esporte, lazer, segurança pública e cultura. Na quarta mensagem, o Executivo abordou a infraestrutura, mobilidade urbana e acessibilidade com adequação do sistema de transporte urbano. E a última mensagem refere-se às questões ambientais com o plano socioambiental, incluindo fontes de energia e saneamento sustentável.

“Cuiabá conta com os parlamentares para um salto de qualidade. O Poder Executivo estará imbuído desse firme propósito de contribuir para que possamos ter uma cidade prezeirosa”, disse o prefeito na mensagem.

O líder do governo, Lilo Pinheiro (PRB) reiterou, que as mensagens estão focadas na humanização e na prestação dos serviços por parte do poder público. E que, logo após o período carnavalesco estarão sendo encaminhadas para plenário. “A votação não estará prejudicada mesmo sendo ano político. Os parlamentares são maduros e sabem que a votação dos projetos e mensagens do Executivo não podem ficar paralisados”, afirmou.

Vereador da oposição, Felipe Wellaton (PV) não deu muita importância às mensagens do Executivo e criticou a ausência do prefeito. “Foi mais um ato simbólico do que ativo. O reinício dos trabalhos não deveria contar com a presença de representantes do Executivo. Mostra a interferência do Executivo no Legislativo”, disse o vereador.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta