Polícia Civil apreende 118 tabletes de maconha e cocaína em bairro de Cuiabá

0 95

Mais de 110 tabletes de maconha e porções de cocaína foram apreendidos pela Delegacia Especializada de Repressão a Entorpecente (DRE), da Polícia Judiciária Civil, na tarde desta sexta-feira (23), no bairro Santa Isabel, em Cuiabá. A droga estava com dois homens, que foram presos.

Na casa onde estava escondida a droga foram encontrados 118 tijolos de maconha e 57 porções da mesma droga,  72 porções de pasta base de cocaína, entre outros materiais usados para o tráfico.

João Pedro de Almeida Campos, 23, conhecido como “Careca”, e Bruno Teixeira de Souza, 20, foram autuados em flagrante pelos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico.

Os dois foram descobertos durante averiguação de uma denúncia anônima sobre um possível ponto usado para o comércio de drogas. Em monitoramento, os policiais civis conseguiram identificar uma casa no bairro Santa Isabel, com movimentação intensa de pessoas que chegavam e saiam durante o dia e também à noite.

Na tarde desta sexta-feira (23), a equipe avistou o momento em que uma pessoa,  conduzindo uma motocicleta preta, chegou à residência e logo outro rapaz saiu da casa em atitude suspeita, com uma sacola branca nas mãos. Em seguida, os policiais civis realizaram a abordagem dos envolvidos. No entanto, o ocupante da motocicleta fugiu do local. Outro suspeito, identificado como João Pedro, foi detido. Dentro da sacola que carregava estavam quatro tabletes de maconha.

Na sequência, os investigadores entraram na residência, onde estavam mais duas pessoas, porém uma delas conseguiu fugir pulando o muro do imóvel. O segundo, identificado como Bruno Teixeira, também tentou escapar, mas acabou detido no cerco policial.

Nas buscas realizadas os policiais encontraram em um dos cômodos, no fundo da casa, vários  tabletes de maconha acondicionados em sacos plásticos preto, além porções de maconha e pasta base de cocaína, prontas para o comércio, e ainda aparelhos celulares, um simulacro de arma de fogo, duas balanças de precisão, uma máquina de cartão, entre outros materiais e apetrechos para a venda de entorpecente.

Os dois presos foram conduzidos à DRE, junto com o carregamento, que será pesado pela Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec).

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta