Em Sorriso, mulher teve coração arrancado pelo sobrinho enquanto estava viva; órgão foi colocado em sacola

943

Maria Zélia da Silva Cosmos, 55 anos, ainda respirava quando teve o seu coração arrancado pelo seu sobrinho, Lumar Costa da Silva, 28 anos, na noite da última terça-feira (02), no bairro Vila Bela, em Sorriso (420 quilômetros de Cuiabá). Isso foi o que apontou preliminarmente a perícia realizada no local e no corpo da vítima. O órgão foi colocado pelo suspeito dentro de uma sacola.

Maria Zélia da Silva Cosmos, 55 anos, ainda respirava quando teve o seu coração arrancado pelo seu sobrinho, Lumar Costa da Silva, 28 anos, na noite da última terça-feira (02), no bairro Vila Bela, em Sorriso (420 quilômetros de Cuiabá). Isso foi o que apontou preliminarmente a perícia realizada no local e no corpo da vítima. O órgão foi colocado pelo suspeito dentro de uma sacola.
O perito Rogério Kolzer, da Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec), disse em entrevista ao Portal Sorriso que a vítima foi possivelmente agredida na sala de casa antes de ser morta. Maria Zélia possuía um hematoma no olho e apresentava três perfurações, sendo uma no pescoço, e duas no tórax (que foi aberto por completo).

“Provavelmente foram utilizadas duas facas: uma de ponta, muito provavelmente para fazer as lesões perfuro incisas, e posteriormente ele utilizou uma faca de tamanho um pouco maior para abrir o tórax da vítima”, detalhou o perito.

Sinais encontrados no corpo também apontam que a vítima estaria respirando quando teve o seu coração arrancado, já que havia espuma no nariz e na boca. “Isso indica que durante esse procedimento de abertura do tórax muito provavelmente a vítima ainda estava respirando, mas ainda não é possível afirmar se ela estava consciente ou não. Esse é um fato completamente fora do comum, muito diferente do que estamos acostumados a atender”, comentou o perito.

Uma das filhas da vítima, Patrícia Cosmos, disse que o homem que cometeu o crime apareceu com o órgão em uma sacola, confessando o assassinato. Outro exame será feito no veículo utilizado por ele na fuga.

O corpo de Maria Zélia foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) para exames de necropsia e o velório está marcado para acontecer na capela mortuária de Sorriso.

Deixe uma resposta

Deixe uma resposta