Vice-prefeito, Niuan Ribeiro se diz preocupado com autorização de empréstimos para a prefeitura de Cuiabá

110

O vice-prefeito de Cuiabá, Niuan Ribeiro (Podemos) e pré-candidato à titularidade do cargo, ou seja, a prefeitura da capital, nas eleições de 2020 disse ontem (13), que sua maior preocupação é em relação ao futuro de Cuiabá, diante do inchaço da folha de pagamento e os empréstimos, incluindo um dolarizado autorizado pela Câmara de Vereadores, para a prefeitura de Cuiabá. A avaliação de Niuan Ribeiro foi feita, durante ato de filiação do partido em Santo Antônio de Leverger, quando ressaltou a importância do partido buscar nomes com perfil de gestão transparente e com seriedade para tirar o município da situação crônica de inadimplência, junto aos órgãos estaduais e federais.

“A situação fiscal da prefeitura de Cuiabá é a nossa maior preocupação atualmente. Entendemos que as gestões modernas têm que ter preocupação fiscal, não podem gastar mais do que arrecadam”, disse Niuan, ao prestigiar a filiação de novos membros do Podemos em Leverger, que tem como presidente, o empresário, Wanderlei Bosco.

Niuan discordou dos pedidos de empréstimos por entender que eles vão impactar de forma negativa na vida das próximas gestões com reflexo direto na vida da população cuiabana. “Esses empréstimos que estão sendo feitos às custa da prefeitura, todos sabem que a capacidade de endividamento da prefeitura caiu no conceito do Tesouro Nacional, serão pagãos pela população num futuro que pode ser sombrio”, avaliou.

Ele criticou ainda, o modelo de gestão financeiro que a prefeitura de Cuiabá tem desempenhado nos últimos três anos. “A folha de pagamento está muito inchada e ficamos preocupados com isso, porque quem pagará no final essas contas é o contribuinte, na próxima gestão”, analisou.

Para Niuan, o desequilíbrio fiscal é um ponto que preocupa a população, diante do alto nível de desemprego nacional, que atingiu Mato Grosso e Cuiabá. “Essa crise econômica é reflexo da irresponsabilidade dos gestores púbicos do passado e que poderá se repetir se não dermos um basta nos gastos da atual gestão”, alertou.

Segundo ele, o Podemos tem ampliado sua atuação em Mato Grosso com ênfase na transparência e responsabilidade para a aplicação dos recursos financeiros públicos. “Essa pegada de responsabilidade é marca do nosso projeto. Não faremos politica de demagogia, irresponsabilidade e populista de apenas pintar meio fio, fazer praças e entregar essas obras, como se fossem grandes obras que vão resolver a vida da população”, disse.

Entretanto, Niuan admite que a população precisa e merece os espaços de lazer, mas que precisa de empregos. “A população precisa do lazer e mais que isso, precisa de empregos. Por isso temos que atrair indústrias, capacitar trabalhadores, explorar todo o potencial que o cuiabano tem com novas tecnologias, uma gestão mais transparente, mais séria e menos preocupada com eleições. Queremos manter as contas em equilíbrio que é essencial para o crescimento sustentável, em longo prazo. Essa visão a curto prazo na maioria das vezes compromete as futuras gerações”, afirmou Niuan.

Ele aproveitou para lamentar a cassação da senadora do Podemos, Selma Arruda, na semana acusada de abuso do poder econômico nas eleições de 2018, para o Senado. “É um sentimento de injustiça e de tristeza por ela ter feito um ótimo trabalho para o combate à corrupção, mas infelizmente foi cassada por influencia de gente poderosa e com influência nas decisões da politica nacional”, lamentou Niuan.

Segundo ele, o Podemos de Cuiabá mantém o foco para formar uma chapa competitiva de vereadores na capital. E neste sentido, a sigla pretende eleger até quatro parlamentares para a Câmara de Vereadores da capital, em 2020. “O partido tem feito reuniões semanais com objetivo de termos os melhores nomes para uma chapa forte e capacitada, somando a nosso novo vereador Kero Kero, ex-PSL, que assegurou sua filiação no Podemos”, disse.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.