Em 5 dias, rejeição a Haddad sobe 11 pontos e vai a 38%, diz Ibope

45

Pesquisa Ibope divulgada na segunda-feira (1) aponta que o candidato à Presidência Fernando Haddad (PT) viu sua rejeição crescer 11 pontos percentuais em cinco dias, em comparação ao último levantamento divulgado pelo instituto. Os demais candidatos mantiveram seus índices de rejeição estáveis.

Na última pesquisa Ibope, divulgada no dia 26 de setembro, a rejeição do petista era de 27%. Já nesta segunda, saltou para 38%.

Jair Bolsonaro (PSL), que lidera a pesquisa com 31% das intenções de voto, também é o candidato mais rejeitado: 44% dos eleitores afirmam que não votariam de jeito nenhum no deputado. A taxa de rejeição de Bolsonaro, no entanto, manteve-se a mesma em comparação à pesquisa divulgada pelo Ibope em 26 de setembro.

Os demais candidatos também apenas oscilaram dentro da margem de erro, que é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. Enquanto Marina Silva (Rede) viu sua rejeição passar de 27% para 25%, Ciro Gomes (PDT) foi de 16% a 18% e Geraldo Alckmin (PSDB) manteve 19%.

Em entrevista à Globonews, a diretora executiva do Ibope Inteligência, Marcia Cavallari, disse acreditar que o crescimento da rejeição de Haddad seja um reflexo da exposição dele na campanha e dos ataques que ele vem sofrendo dos adversários.

Haddad foi oficializado candidato do PT há três semanas, no dia 11 de setembro, substituindo o ex-presidente Lula, barrado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) devido à sua condenação em segunda instância.

Fonte: Yahoo noticias

Deixe uma resposta

Deixe uma resposta