Em uma semana, outro gari é atingido por motorista bêbado em Cuiabá

268

Um motorista bêbado que dirigia uma Fiat Uno de uma empresa de telecomunicações bateu na traseira de um caminhão de lixo na madrugada deste domingo (25), na Avenida jornalista Archimedes Pereira Lima, mais conhecida como Estrada do Moinho, em Cuiabá, e atropelou o gari Misael Feitosa de Almeida.

Segundo a Polícia Civil, o caminhão estava fazendo coleta na região quando foi atingido pelo motorista. Devido ao impacto, o gari sofreu lesões e foi encaminhado consciente para o Pronto-Socorro Municipal de Cuiabá.

O motorista foi submetido ao teste do bafômetro: Ele tinha 0,53 mg de álcool por litro de ar expelido. Ele foi encaminhado para Central de Flagrantes de Cuiabá.

Até o fechamento desta matéria não conseguimos informações se o motorista havia sido liberado.

O caso será investigado pela Polícia Civil.

Segundo a Prefeitura de Cuiabá, devido ao acidente o gari quebrou a perna e passou por cirurgia no Pronto Socorro na manhã deste domingo. O secretário José Roberto Stopa disse que a perna de Mizael corre o risco de necrose, por isso, foi transferido para o Hospital São Benedito para dar prosseguimento ao atendimento.

O prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) disse que está indignado com o fato e pontua que o motorista tentou fugir do local, mas foi detido pela Polícia Militar.

“Meu sentimento é de indignação! Não consigo acreditar que em apenas uma semana duas tragédias tenham acontecido em nossa cidade. Essa madrugada, mais um trabalhador, no exercício de sua função foi atropelado e está em estado grave no Pronto Socorro de Cuiabá. O gari Misael Feitoza de Almeida foi atingido por um veículo na Avenida Jornalista Arquimedes Pereira Lima – Estrada do Moinho -, novamente por um motorista alcoolizado que, inclusive, tentou fugir do local do crime, mas foi detido pela Polícia Militar”, disse o emedebista.

Esse foi o segundo caso de garis que sofreram acidente devido a motoristas bêbados.

Na madrugada da última terça-feira (20), a procuradora aposentada Luiza Siqueira de Farias, foi presa após bater em um caminhão de lixo e atropelar e esmagar a perna gari Darliney Silva Madaleno. Ele teve a perna amputada e recebeu alta na última sexta-feira (23).

De acordo com informações da Delegacia Especializada de Delitos de Trânsito (Deletran), a procuradora aposentada bateu na traseira de um caminhão de coleta de lixo que estava parado na faixa esquerda da Avenida Getúlio Vargas, sentido Centro-bairro.

Darliney Silva Madaleno estava na parte de trás do veículo e no momento da batida teve a perna esmagada.

Ao fazer o teste do bafômetro foi constado 0,66 mg de álcool por litro de ar expelido. Luiza foi presa, mas deixou a cadeira após pagar fiança de R$ 7,6 mil. A defesa da procuradora negou que ela estivesse bêbada no momento do acidente, mas sim em “estado de síncope”.

Deixe uma resposta