Presidente do Consórcio CIDESASUL-MT ressalta sanção da nova lei do SUSAF para os pequenos produtores de MT  

97

O prefeito de São Pedro da Cipa (a 150 quilômetros de Cuiabá), Alexandre Russi do PR, ressaltou a importância da nova lei do Sistema Unificado Estadual de Sanidade Agroindustrial Familiar e de Pequeno Porte (SUSAFMT) para a região Sul de Mato Grosso. A lei foi sancionada na manhã de hoje (22), pelo governador Mauro Mendes (DEM), no Palácio Paiaguás, em Cuiabá, na presença de representantes de associações produtivas, vários pequenos produtores e personalidades politicas mato-grossenses.

O SUSAFMT é o selo de qualidade de segurança sanitária, que os produtores de Mato Grosso e, em especial, os da região Sul, tanto almejavam para assegurarem a comercialização, além dos 11 municípios, que congregam o Consórcio Intermunicipal de Desenvolvimento Econômico, Social e Ambiental da Região Sul de Mato Grosso (CIDESASUL-MT), que é presidido por Alexandre Russi.

“O atual governo vem demonstrando que as políticas públicas direcionadas para a população de menor poder aquisitivo podem se tornar realidade. O governador tem feito com que o Estado saísse da burocracia. É o estilo de gestão adotada por nós da região Sul, que já deu certo para todo o Mato Grosso”, destacou o prefeito.

A lei inicial é de autoria do ex-deputado José Domingos Fraga, mas foi resgatada pela atual vice-presidente Janaína Riva (MDB) e reapresentada ao governador Mauro Mendes com estudos de viabilidade para ser sancionada.

O SUSAFMT tem por objetivo, simplificar a comercialização de produtos da agricultura familiar em todo o Estado, desejo antigo dos produtores familiares. Antes, os agricultores familiares que produzem queijos artesanais, legumes em conserva, frangos caipira, mel, rapadura, por exemplo, não podiam vender para o mercado formal por falta da certificação emitida pelo poder público. Com a nova lei, o agricultor familiar abandona o mercado informal e garante a procedência e a qualidade sanitária para melhor atender a sociedade. 

Enquanto a lei não era sancionada, as cidades que compõem o CIDESASUL-MT contavam o selo da região Sul criado para facilitar a comercialização dos produtores que fazem parte do consórcio. “Não estavam atuando de forma confortável, mas é o que nos fazia movimentar a região, enquanto aguardávamos o SUSAF se tornar a lei que foi sancionada pelo governador”, afirmou Russi, que também encontra respaldo no primeiro-secretário, Max Russi (PSB) e do presidente da Assembleia Legislativa, Eduardo Botelho (DEM).

“Por muito tempo vimos o projeto emperrado nas gestões anteriores no legislativo e passamos a ver a atual administração legislativa dando celeridade junto ao governo para aprovar a lei que atenderá a todos os produtores mato-grossenses. Todos os produtores necessitavam desse apoio”, afirmou o prefeito.

Deixe uma resposta

Deixe uma resposta