Prefeito decreta situação de emergência após garimpeiros tomarem cidade

2

O prefeito de Aripuanã (1,200 km de Cuiabá), Jonas Rodrigues da Silva (PR), o Jonas Canarinho, decretou situação de emergência social devido à desocupação do garimpo de ouro ilegal na região, feita em operação da Polícia Federal.

A vigência do decreto é de 180 dias a contar da data da publicação que, consta no Diário Oficial Eletrônico dos Municípios desta quarta-feira (9).

O prefeito Canarinho argumentou que com o fim da extração e comercialização ilegal do ouro na cidade, cerca de 2 mil pessoas se encontram desalojadas e em estado de vulnerabilidade e em sua maioria, sem condições financeiras para retornar para suas cidades de origem, o que tem instalado o caos social na cidade.

A Prefeitura de Aripuanã alega que não detém de nenhum aporte financeiro próprio para atender as necessidades dessas pessoas.

Deixe uma resposta

Deixe uma resposta