Brasil vai acumulando coleção de vexames

18

Com outra pálida atuação, o Brasil conseguiu empatar com a Nigéria em 1 a 1. O pior é a falta de noção da realidade. Os caras tropeçam na bola, não conseguem trocar passes, tabelar, assustar o goleiro adversário, acham um gol salvador, que acabou evitando a derrota vergonhosa, e deixam o campo falando em evolução da equipe. A Nigéria não se assustou com a fama do adversário. Fez 1 a 0 no primeiro tempo, poderia ter ampliado e sofreu o empate numa cobrança de escanteio, em que Casemiro aproveitou, no início do segundo tempo. Gabriel Jesus era a exceção naquele mar de mediocridade, mas foi sacado, provocando um sorriso agradecido do treinador da Nigéria. Foi o quarto jogo sem vitória diante de adversários fracos, o que deveria acender o alerta vermelho na CBF. Tite está perdido, a equipe não tem padrão e o desânimo, que está estampado no rosto de cada um, mostra que o barco está à deriva. Já são ouvidos os gritos de salve-se quem puder.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.