Ex-vereador e pioneiro de Diamantino morre aos 103 anos

191

Morreu aos 103 anos, um dos pioneiros e também o segundo presidente da Câmara Municipal de Diamantino, ex-vereador Auther Moreira Vasconcellos. Seo Vasconcellos como era conhecido pelos diamantinenses, é capixaba. Nasceu em Afonso Cláudio, no Espírito Santo. Ele deixa filhos, netos, bisnetos e tataranetos.

O ex-vereador sofreu uma queda em abril deste ano e fraturou o fêmur o que agravou o seu estado de saúde já delicado em decorrência da idade bastante avançada. Mesmo com suas limitações físicas, Vasconcellos sempre foi admirado pelos amigos por possuir o que consideravam “memória de elefante” ou boa memória. Era perito em gravar nomes, contar detalhes minuciosos de sua vida, além de conseguir guardar em sua memória tantos nomes e fisionomias.

Vanconcellos serviu o Exército Brasileiro, foi cabo enfermeiro das Forças Armadas e um dos braços direito do ex-senador e líder político Filinto Muller. Vasconcellos chegou em Mato Grosso em 1.940, enviado pelo exército. No estado, ele construiu família casando-se com Almira Pereira dos Santos (in memorian) com quem teve 13 filhos, além de criar quase o dobro, por um coração tomado pelo amor ao próximo. Seu lema era “Família o bem maior”.

Auther Vasconcellos, após deixar o exército passou criar os filhos com o sustento que vinha da lavoura. Seu amor e dedicação pelo campo, fez com que presidisse por três anos o Sindicato Rural de Diamantino, participando das ações quase 30.

Seo Vasconcellos também fez parte do Corpo de Jurados de Diamantino e foi um dos fundadores da CooperVale, extinta COAMD (Cooperativa Mixta Agrícola).

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.