AMM presta contas de 2019 das mensalidades pagas pelas prefeituras

71

A Associação Mato-grossense dos Municípios ampliou sua atuação na prestação de serviços às prefeituras em vários setores.  De janeiro a novembro de 2019, os serviços prestados pelas diferentes áreas técnicas da AMM geraram uma economia de R$ 57.951.377,87 para os municípios mato-grossenses.

O Jornal Oficial foi o serviço que mais garantiu economia para as prefeituras, atingindo a cifra de R$ 39.650.250,66 em publicações. O serviço também é prestado às Câmaras Municipais que economizaram R$ 714.424,37, além dos consórcios municipais que tiveram uma economia de R$ 538.401,13.

A Central de Projetos elaborou 1.150 projetos para os municípios, que tiveram uma economia de R$ 10.096.239,71. Os projetos atenderam demandas em diversas áreas, como Saúde, Educação, Infraestrutura urbana, Saneamento, Meio ambiente, Esporte, Lazer, Turismo, Agroindústria e Social.

O trabalho desenvolvido pela Coordenação Jurídica resultou em uma economia de R$ 2.565.400,00 para os municípios. Entre os serviços estão a emissão de pareceres jurídicos, ações, defesas, recursos, petições, acompanhamento processual e em audiências, atendimentos presenciais e via telefone, entre outros.

A coordenação geral, que inclui várias gerências e departamentos, contabilizou uma economia de R$ 4.386.662,00 para as prefeituras. Estão vinculadas a essa coordenação as gerências técnica, de comunicação, apoio aos municípios, apoio ao desenvolvimento municipal e relações institucionais.

O presidente da AMM, Neurilan Fraga, disse que a prestação de serviços técnicos também contribui para fortalecer a representatividade da Associação. “A AMM é a instituição municipalista estadual mais estruturada do país. Contamos com profissionais muito qualificados que atendem os municípios em várias demandas. O trabalho técnico prestado pela instituição também contribui para o desenvolvimento dos municípios”, frisou.

Fraga destacou, ainda, algumas inovações deste ano, como a elaboração de um projeto piloto de plano diretor para Nossa Senhora do Livramento, localizado na região metropolitana do Vale do Rio Cuiabá. Ele destacou que a intenção é estender o plano para os pequenos municípios para disciplinar o crescimento das cidades, com planejamento e organização do espaço urbano.

Fraga também ressaltou que a capacitação dos servidores municipais é uma das prioridades da AMM, considerando que as equipes técnicas são essenciais na tomada de decisão. Em 2019, cerca de 1,5 mil servidores foram capacitados em cursos realizados na Associação.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.