Onça é morta dentro de reserva no Pantanal, em Barão de Melgaço

73

O Sesc Pantanal registrou a morte de uma onça-pintada fêmea com um tiro na cabeça. O animal foi encontrado no sábado (21) e levou um tiro na cabeça. A área fica em Barão de Melgaço (113 km ao sul de Cuiabá) e é a maior reserva particular de patrimônio natural do Brasil (RPPN). Os órgãos ambientais investigam o caso.

Em nota, o Sesc Pantanal repudiou a ação predatória dentro da reserva, que existe há mais de 20 anos. “Não será tolerado, que nesse território, que é de conservação e em prol do bem comum, haja invasão de pessoas em atividades criminosas”, diz trecho do texto.

 

Nota na íntegra

Os guarda-parques da RPPN Sesc Pantanal encontraram uma onça-pintada fêmea, morta com um tiro na cabeça, no último sábado (21.12). A unidade da RPPN é a maior Reserva Particular do Patrimônio Natural do Brasil, localizada no município de Barão de Melgaço-MT.
As providências para investigação do caso foram tomadas junto aos órgãos ambientais. 
 
O Sesc Pantanal repudia toda e qualquer prática contra a natureza. Há mais de 20 anos a Reserva protege toda e qualquer forma de vida, desenvolve dezenas de projetos de pesquisa com entidades nacionais e internacionais e já obteve resultados extraordinários na conservação da fauna e flora pantaneiras. 
 
Não será tolerado, que nesse território, que é de conservação e em prol do bem comum, haja invasão de pessoas em atividades criminosas.
 
Todos os esforços necessários estão dedicados a colaborar com as entidades ambientais e identificar os responsáveis pela morte da onça-pintada, na espera de recebam justas punições pelo ato cometido. 
 
O Sesc Pantanal vai continuar combatendo a caça e qualquer outra atividade predatória, trabalhando para a proteção do Pantanal.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.