Governo ressalta que parceria com os poderes equilibrou as contas públicas

62

Foto: Fablicio Rodrigues

Representando o governador Mauro Mendes (DEM) na abertura dos trabalhos da Assembleia Legislativa em 2020, nesta segunda-feira (3) o secretário-chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho, fez um agradecimento especial à Casa de Leis pela parceria e apoio recebidos pelo governo no ano que passou. Na abertura, ele disse que seria breve, porque na próxima quinta-feira o governador Mauro Mendes comparecerá à Assembleia para fazer sua prestação de contas.

“Uma palavra, agradecimento, gratidão. Gratidão, por tudo o que essa Casa fez pelo Estado de Mato Grosso”, disse Mauro Carvalho. Em seu discurso, ele também agradeceu pelo apoio prestado pelo Tribunal de Justiça, Ministério Público, Tribunal de Contas do Estado, Defensoria Pública, e que “estão focados no desenvolvimento do Estado de Mato Grosso”.

Outro ponto destacado pelo secretário-chefe da Casa Civil foi o relacionamento do governo com os deputados estaduais, com a agenda aberta, tanto da casa civil, como do gabinete do governador, para receber sempre os parlamentares, independentemente da posição partidária.

“Foram tomadas medidas necessárias e tivemos a compreensão dos deputados desta casa. Tivemos muitos enfrentamentos, sugestões, críticas, mas o governo teve a humildade de receber as críticas. Todos foram respeitosos e democráticos, independentemente da posição partidária de cada deputado”.

Dentre as medidas aprovadas pela Assembleia e que foram importantes para o ajuste fiscal e equilíbrio das contas, Carvalho citou a aprovação logo no início do ano da Reforma Administrativa, que extinguiu algumas autarquias e reduziu secretarias, passando de 24 para 15 pastas. Além de diminuir o número de contratados e de comissionados, o governo reavaliou todos os contratos. Num deles, o mesmo contrato com uma empresa de telefonia foi reduzido de R$ 11,9 milhões para R$ 2,9 milhões.

“Com o novo Fethab, acrescentamos quase R$ 450 milhões na arrecadação”, mencionou Carvalho, a respeito de outro projeto aprovado pela Assembleia. A aprovação da nova Lei de Responsabilidade Fiscal Estadual, também foi importante, segundo o secretário, para barrar a criação de novas despesas. A aprovação do Decreto de Calamidade Financeira também foi essencial para “cortar na carne” e diminuir as despesas.

Mauro Carvalho disse que a adoção destas ações, permitiu que o Estado pudesse retomar 200 obras na área de infraestrutura e educação, muitas delas já entregues. Dentre as obras finalizadas, ele citou a construção de pontes de concreto, o asfaltamento e revitalização de rodovias como duplicação de trecho da MT-010, a MT-270 (entre Guiratinga e Tesouro), MT-020 (entre Chapada e Distrito de Água Fria) e mais recentemente a inauguração do COT UFMT.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.