Vereadores de Sinop (MT) aprovam reajuste dos próprios salários e de prefeita Rosana Martinelli

113

Os vereadores de Sinop, a 503 km de Cuiabá, aprovaram nessa terça-feira (17) o reajuste do salário da prefeita Rosana Martinelli, em 3,27%, além do reajuste em 2% dos próprios salários para 2020. O aumento dos salários dos parlamentares foi o assunto mais polêmico da sessão.

A Câmara também votou o aumento, do mesmo percentual, para 2021.

Com a aprovação, o salário da prefeita ou do prefeito da próxima gestão ficou em R$ 25,6 mil e o de vice-prefeito será metade desse valor. E os secretários municipais a partir de 2021 irão receber R$ 12,3 mil.

Já o vale-alimentação de todos os servidores da prefeitura subiu 14%, o que vai custar R$ 1 milhão a mais para os cofres públicos para o próximo ano.

Com a soma dos valores aprovados, a remuneração dos representantes do Legislativo vai subir de R$ 9.997 para R$ 10.649, o que significa R$ 672 a mais.

A Câmara também aprovou aumento do auxílio-alimentação, que era de R$ 400 desde 2015, e subiu para R$ 700 mensais para os funcionários do Legislativo.

Foram feitas duas sessões e votados 28 projetos de lei. Para votar os projetos que sobraram na pauta, a Câmara convocou uma sessão extraordinária, mas na pauta da sessão extra estava um projeto que alterava o calendário legislativo – já cumprido – criando uma nova sessão ordinária.

Essa sessão foi realizada em sequência da sessão extra, com intervalo de 10 minutos. Entre os assuntos discutidos, o projeto que prevê reajuste de salários de servidores e aumento na remuneração de vereadores.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.