Piloto que foi preso com 500 quilos de cocaína é genro do prefeito de Santo Antônio do Leste

220

Luis Carlos Gregol, conhecido como ‘Paquito’, foi identificado como o piloto preso na operação integrada, entre as forças de segurança de Mato Grosso, que resultou na apreensão de 514 quilos de cloridrato de cocaína, uma caminhonete (L200) e de uma aeronave. Ao todo, o prejuízo estimado dos criminosos com a ação das autoridades foi de mais de R$ 11 milhões. Ele é genro do prefeito de Santo Antônio do Leste, Miguel José Brunetta (PR) e já recebeu moção de aplausos na Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT).

‘Paquito’ era quem pilotava a aeronave, modelo Baron, que foi apreendida com 514 quilos de cloridrato de cocaína. A droga foi encontrada escondida em uma plantação de eucalipto, sendo que a aeronave suspeita decolou antes da abordagem, seguindo para a cidade de Nova Mutum e realizando o pouso naquele município.

Na cidade, as forças de segurança identificaram que a aeronave seria do modelo Baron. O piloto foi encontrado em diligências pela cidade e recebeu voz de prisão. Ele foi realocado para a sede da Polícia Federal, em Cáceres. Não foi informado se ele foi liberado após o depoimento.

Ao todo, o prejuízo estimado ao crime é de R$ 11.112.000,00. A ação foi realizada pelo Grupo Especial de Fronteira (Gefron), Polícia Federal, Polícia Judiciária Civil, Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer) e Força Aérea Brasileira (FAB).

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.