Motorista morre prensado entre carretas enquanto esperava carregar veículo em pátio de empresa em MT (12/04/2020)

57

De acordo com a Polícia Civil, Anderson da Cruz Amaral, de 29 anos, esperava carregar a carreta dele quando foi prensado entre dois veículos.

Anderson da Cruz Amaral, de 29 anos, esperava carregar a carreta dele quando foi prensado entre dois veículos e acabou morrendo em Marcelândia — Foto: Arquivo pessoal
Anderson da Cruz Amaral, de 29 anos, esperava carregar a carreta dele quando foi prensado entre dois veículos e acabou morrendo em Marcelândia — Foto: Arquivo pessoal

Um motorista morreu nesse sábado (11) ao ser prensado entre duas carretas no pátio de uma empresa em Marcelândia, a 712 km de Cuiabá. De acordo com a Polícia Civil, Anderson da Cruz Amaral, de 29 anos, esperava carregar a carreta dele quando foi prensado entre dois veículos.

O acidente ocorreu no pátio da empresa no bairro Setor Industrial.

Motorista morreu nesse sábado (11) ao ser prensado entre duas carretas no pátio de uma empresa em Marcelândia — Foto: Divulgação
Motorista morreu nesse sábado (11) ao ser prensado entre duas carretas no pátio de uma empresa em Marcelândia — Foto: Divulgação

Segundo a polícia, Anderson esperava o carregamento quando outra carreta fez uma manobra e bateu na carreta dele.

Anderson estava do lado de fora do veículo e foi prensado entre as carretas.

Testemunhas ligaram para o hospital. Anderson, apesar de estar com vários ferimentos pelo corpo, ainda estava com vida.

A vítima chegou a ser atendida, mas não resistiu aos ferimentos e morreu na unidade de saúde.

O motorista envolvido no acidente afirmou à polícia que viajava no mesmo trajeto que a vítima há mais de 18 dias e eles trabalhavam para a mesma empresa de transportes.

O motorista disse que estava com o seu veículo estacionado ao lado do caminhão da vítima, porém, foi pedido que ele tirasse a carreta do local, pois iria estacionar outro veículo.

Durante a retirada do veículo, o motorista fez uma manobra muito fechada e atingiu a vítima, prensando-a contra a cabine do próprio caminhão.

O responsável pelo acidente diz que só percebeu a batida após ouvir os pneus estourarem.

O acidente é investigado pela Polícia Civil.

Comentários estão fechados.

Comentários estão fechados.