Caminhões usa técnica de higienização em varias regiões de Cuiabá

56

Foto Davi Valle

Iniciada pela Prefeitura de Cuiabá na segunda-feira (13), como forma de combate ao novo coronavírus (Covid-19), a operação de higienização e desinfecção com caminhões-pipa já passou por 33 locais diferentes, na primeira semana. A ação é coordenada pela Secretaria de Serviços Urbanos e atua, diariamente, nas quatro regiões da cidade, no período das 8h às 20h.

Segundo o cronograma, até esta sexta-feira (17), o trabalho já alcançou, por exemplo, as praças Alencastro, Santos Dumont, Ipiranga, Popular, Oito de Abril, da República e da Mandioca, na região central. Igualmente, os espaços de lazer dos bairros Jardim Universitário, Jardim das Américas, Terra Nova, Jardim Cuiabá, CPA I e CPA II, entre outros, também receberam o serviço.

Somado às praças públicas, os caminhões levaram a ação ainda para canteiros e pontos de ônibus de avenidas como Fernando Corrêa da Costa, Monte Líbano, Isaac Póvoas, das Palmeiras e Espigão. O roteiro de trabalho aponta ainda o atendimento das rodoviárias do Coxipó e Eng. Cássio Veiga de Sá, Terminal do CPA I e vários outros locais.

“Para essa semana foi observada a necessidade de atender, prioritariamente, esses locais. Todavia, é uma ação que será expandida para outros espaços, levando em consideração aqueles onde o fluxo de pessoas é mais intenso. Não se trata de um trabalho isolado, pois ele faz parte de um conjunto de medidas que, somados, tem nos ajudado a avançar nessa luta contra a Covid-19”, explica o prefeito Emanuel Pinheiro. 

No total, são dois caminhões e quatro equipes, divididas em dois turnos, empenhadas na operação de higienização e desinfecção. Conforme a Secretaria, cada veículo tem capacidade de 8 mil litros, sendo que, na média diária, a operação tem utilizado cerca de 80 mil litros da mistura de água com hipoclorito de sódio.

A ação preventiva tem o planejamento de atender praças, parques municipais, vias, canteiros centrais, unidades de saúde e demais espaços públicos com maior movimentação de pessoas. O cronograma de trabalho é montado com base nos relatórios técnicos da Secretaria Municipal de Saúde, atendendo as áreas apontados com maior incidência do vírus.

“Nossa avaliação nessa primeira semana é extremamente positiva, mas esperamos ampliar ainda mais esse número. É importante destacar que tomamos todo um cuidado também na escolha do produto. Dessa forma, optamos por um que possui uma alta eficiência contra o vírus, que também sobrevive na superfície, mas que não oferece nenhum risco ao ser humano”, pontua o secretário de Serviços Urbanos, José Roberto Stopa.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.