Área desmatada e confinamento bovino são embargados no Oeste de MT

54

Em uma operação conjunta entre Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema-MT), Instituto de Defesa Agropecuária (Indea) e Polícia Militar, foram aplicados R$ 11 milhões em multas por infrações ambientais nos municípios de Pontes e Lacerda e Vila Bela da Santíssima Trindade, na região Oeste do Estado. A ação é resultado da fiscalização de 33 pontos de alertas de desmatamento gerados a partir da Plataforma de Monitoramento da Cobertura Vegetal que utiliza imagens da constelação de satélites Planet.

A equipe embargou um confinamento bovino com 1100 cabeças que operava sem licença ambiental; 1600 hectares por desmatamento ilegal em área de especial proteção no bioma Amazônia; 500 hectares de pecuária extensiva sem Autorização Provisória de Funcionamento (APF). A operação realizada entre os dias 13 e 17 de abril também apreendeu um trator de esteira e um caminhão carregado de lenha.

Em uma das propriedades fiscalizadas, o desmatamento ilegal foi paralisado pela equipe, evitando a derrubada de mais de 500 hectares de floresta.

As atividades de fiscalização ocorrem dentro do Plano de Ação de Combate ao Desmatamento Ilegal e Incêndios Florestais 2020. O plano prevê a aplicação de R$ 64 milhões em seis frentes de atuação: planejamento e gestão, monitoramento, fiscalização, responsabilização, prevenção e combate aos incêndios florestais, e comunicação.

Os recursos virão de três fontes: R$ 42 milhões oriundos do fundo de recuperação da Operação Lava Jato e o restante será dividido entre orçamento próprio do Governo de Mato Grosso e aportes do Programa REDD+ para Pioneiros.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.