Vereador denuncia que repasse de cestas básicas não foi divulgado pela Prefeitura

20

presidente da Câmara de Vereadores de Santo Antonio de Leverger, Dudu Moreira (PP) atendendo reivindicações do Sindicato dos Servidores Municipais, bem como da Colônia de Pescadores e do Sindicato Rural Municipal, entre outros setores mais afetados pela pandemia do Coronavírus, buscou auxilio das autoridades do Estado de Mato Grosso para a destinação de cestas básicas, álcool em gel e máscaras, para o município de Santo Antonio de Leverger.

Acompanhado pelo 1º secretário da Câmara Municipal, vereador Mauro Amorim (PP), os dois parlamentares estiveram nesta terça-feira (28), onde se reuniram com a assessoria de gabinete da secretária estadual de Assistência Social e Cidadania, Rosamaria de Carvalho.

Durante a reunião com a equipe da secretária, os vereadores foram informados que a Prefeitura de Santo Antonio de Leverger já havia sido atendida com 300 cestas básicas, dentro do cronograma da campanha estadual “Vem Ser Solidário” pela qual o governo tem atendido centenas de famílias em todo o Mato Grosso.

Dudu disse que ficou surpreso com a informação de que o município teria sido beneficiado com 300 (trezentas cestas básicas) que o governo entregou no último dia 22 com assinatura do Termo de Entrega entre o governo e a prefeitura.

Como não sabíamos se o município seria atendido pela campanha do Governo do Estado fomos solicitar as cestas básicas para a nossa população. Mas nos deparamos com essa situação até constrangedora”, disse o vereador. 

A própria equipe da SETASC ficou intrigada com o fato de a Prefeitura de Leverger não ter divulgado a ajuda recebida do Governo do Estado de Mato Grosso e solicitou providências a Dudu Moreira para que descubra a efetiva destinação das 300 cestas básicas.

O vereador se comprometeu a enviar um requerimento de forma oficial para a Prefeitura Municipal e a Secretaria Municipal de Assistência Social solicitando a listagem das pessoas que foram beneficiadas com as cestas básicas.

Causa estranheza é que se houve recebimento das cestas básicas, a Prefeitura de Santo Antonio de Leverger não divulgou o auxilio recebido do Governo do Estado e nem quem foi beneficiado”, afirmou o vereador.

Ainda assim, Dudu Moreira fez um novo protocolo para o Termo de Entrega dentro da campanha estadual “Vem Ser Mais Solidário” com pedido de mais uma remessa de cestas básicas para a população de baixa renda do município. O pedido do presidente recebeu a “chancela” do presidente da Assembleia Legislativa, deputado Eduardo Botelho (PSB) e do deputado estadual, Paulo Araújo (PP).

Em contrapartida, a equipe da SETASC assegurou empenho em atender ao pedido de Dudu Moreira com a destinação de mais cestas básicas e também álcool em gel 70% e máscaras que deverão ser destinadas ao Sindicato dos Servidores Municipais e a Colônia de Pescadores, além das pessoas de baixa renda em todo o município de Santo Antonio de Leverger.

Reincidência – Não é a primeira vez que a prefeitura municipal omite informações sobre o destino de cestas básicas recebidas de outros órgãos governamentais.

De um total de R$ 4 bilhões do Ministério da Saúde que será repassado pelo governo federal aos municípios, Santo Antonio de Leverger recebeu R$ 30.562, 63 (trinta mil quinhentos e sessenta e dois reais e sessenta e três centavos) para ações de combate ao Covid-19. O Valor teria sido utilizado para a compra de cestas básicas para serem distribuídas à população de baixa renda.

Contudo, a Prefeitura de Leverger não teria dado publicidade e transparência na destinação do dinheiro público, sendo que na última sessão plenária na Câmara de Vereadores do Município, o Plenário aprovou requerimento solicitando oficialmente as informações ao prefeito da cidade e demais autoridades municipais pela correta aplicação do recurso público.

O requerimento de autoria dos vereadores, Ugo Padilha (PDT), Denis Pinheiro (PROS), Adelmar Gálio (PROS), Gisele Ribeiro (PDT), Mauro Amorim (PP), foi aprovado de maneira absoluta pelo plenário, e contou ainda com o voto favorável do presidente, Dudu Moreira que participa da votação quando ocorre empate.

Requerimento aprovado em Plenário na sessão do último dia 15 de abril. A Prefeitura tem 10 dias para responder o requerimento e divulgar a lista dos beneficiados.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.