Live de Bruna Viola arrecadou R$ 52,5 mil; 15 toneladas de alimentos e 1,5 mil máscaras

56

Os frutos colhidos da live solidária da Bruna Viola, ação idealizada pela Fecomércio-MT e que contou com apoiadores importantes, começaram a ser destinados às associações, casas de apoio, ONGs e instituições de Cuiabá e Várzea Grande. Ao todo, foram arrecadados 52,5 mil reais, 15 toneladas de alimentos, 200 refeições prontas, 1,5 mil máscaras de proteção facial e 50 higienizadores.

O presidente da Fecomércio-MT, José Wenceslau de Souza Júnior, disse que a união entre a cantora e a entidade possibilitou levar alegria para as pessoas que estavam em casa. “Mais que isso, nos propomos a fazer o bem, a ajudar o próximo. Por isso, contamos também com a participação de milhões de pessoas que assistiram a cantora e contribuíram com doações de alimentos e máscaras”.

Para o superintendente da entidade, Igor Cunha, o êxito em realizar a ação com uma artista local foi comprovado com os milhões de acessos nas páginas da cantora. “A ajuda veio, além dos apoiadores, de toda a população brasileira e conseguimos superar as expectativas. Agora é direcionar toda essa arrecadação às pessoas mais vulneráveis”, afirmou Igor Cunha.

A entrega de parte das doações ocorreu juntamente com o Sesc Mesa Brasil e as principais apoiadoras da live, a Eletro Fios e a Associação de Mulheres de Negócios e Profissionais (BPW Cuiabá), que juntas contribuíram com seis toneladas de alimentos.

Os alimentos viraram cestas básicas e as máscaras de proteção facial foram distribuídas em algumas entidades carentes como a Associação Acidente Vascular Cerebral de Cuiabá (AAVCC). “São 36 pessoas atendidas pela Associação e que receberão as doações”, disse o presidente da AAVCC, Orlando Serafim Oliveira.

Comunidades carentes, que antes eram assistidas pelo poder público e que hoje estão desamparadas, também serão beneficiadas pelo trabalho desenvolvido pela Associação Doadores de Si Mesmo, que recebeu 201 cestas básicas. A pastora Alviete Silveira, que dirige a Associação, atribui a Deus as ações que têm ajudado a igreja e essas comunidades.

A ONG Lírios, que atende mulheres vítimas de qualquer tipo de violência, também foi contemplada, assim como o Centro de Pastoral para Migrantes e o Lar dos Idosos São Vicente de Paulo, em Várzea Grande. “Essas doações vieram em momento oportuno, onde as pessoas estão refletindo sobre a vida e as que estão a nossa volta, as mais necessitadas”, afirmou a cantora cuiabana, Bruna Viola.

Outras entidades que desenvolvem um trabalho solidário e receberam doações foi a Associação Mães Unidas pelo Amor, que acolhe mães de todo o estado, que durante a gestação foram infectadas pelo vírus da Zika e tiveram filhos com microcefalia. A instituição que ampara mulheres com dependência química e também ajuda na reabilitação familiar (Irpamdeq) foi uma das contempladas, dentre várias outras.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.