População cuiabana aderiu às máscaras contra o Covid-19

9

Foto: Luis Alves

Desde 22 de abril, em Cuiabá, o uso de máscaras cirúrgicas ou artesanais tornou-se obrigatório, por força do decreto municipal nº 7.885. A Fiscalização da Secretaria Municipal de Ordem Pública (Sorp) tem monitorado, desde então com mais rigor, a utilização equipamento de proteção, que é aplicada como forma de inibição e prevenção à proliferação do novo coronavírus (Covid-19). No entanto, a população aderiu às máscaras contra o Covid-19.

A Secretaria aponta ainda a necessidade de conscientização pelos munícipes já que grande parte dos comerciantes visitados pela equipe de fiscalização, nas atividades comerciais, industriais e prestação de serviços, estão cumprindo as medidas protetivas de prevenção do contágio.

No caso de estabelecimentos privados com suas atividades liberadas pelo Município, o decreto determina a adoção de todas as providências necessárias para o cumprimento da medida. A regra é válida para funcionários, colaboradores e clientes, sendo que a entrada ou permanência dos mesmos no local, sem o uso do equipamento, deve ser impedida.

“Estamos apostando em um bom senso da população. Mas isso não quer dizer que vamos deixar de orientar, cobrar e até mesmo punir se necessário for. Até o momento nenhum registro de penalidade foi aplicado, mas não descartamos. Criamos uma série de ações de higienização e estamos conseguindo achatar a curva de avanço do novo Coronavírus”, disse o secretário municipal de Ordem Pública, Leovaldo Sales.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.