BOPE forma a primeira mulher policial militar para o esquadrão antibombas

12

O Batalhão de Operações Especiais (BOPE) da Polícia Militar de Mato Grosso concluiu esta semana o curso de desarmar explosivos. Cinco policiais, dos 13 que iniciaram, se formaram e agora estão prontos para desativar bombas, fazer detonação de restos de explosivos, entre outras ações envolvendo produtos de explosão.

Integra o seleto grupo de formandos a cabo Thalyta Pimenta Jara. Ela é a primeira mulher policial de Mato Grosso apta a integrar o esquadrão antibombas da PMMT. Ela também e a terceira no Brasil a concluir essa especialização. Thalyta tem 36 anos e nove anos, no BOPE de Mato Grosso.

A preparação dela e dos colegas chegou ao final depois de 48 dias treinamento em período integral, com conteúdo teórico e aulas práticas. Essa formação somou 348 h/a.

No primeiro semestre deste ano, entre janeiro e junho, o Batalhão de Operações Especiais da PMMT atuou em 18 ocorrências policiais nas quais os criminosos utilizaram materiais explosivos.

Em 14 dessas ocorrências houve intervenção direta dos especialistas, com apreensão de 30 quilos de explosivos, “bananas” de dinamite, por exemplo, e detonação desses artefatos e outros produtos similares. Nas outras quatro, o trabalho do Bope consistiu na varredura de locais para verificar se confirmava ou não a suspeita da presença de material explosivo.

A maioria das ocorrências foi em Cuiabá, mas os especialistas também tiveram que se deslocar para atender chamados nos municípios de Barra do Garças, Nova Maringá, Guiratinga e Boa Esperança do Norte.

Na turma em que Thalyta Pimenta Jara concluiu o curso de Especialista em Explosivos estão os cabos Gilmar Augusto Rodrigues Pinto e Douglas Rosendo Nunes Azevedo e os soldados Danilo da Silva e Gabriel Olsen Azeredo Fabris.

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.