Convenção do PTB referenda Nezinho a prefeito e para vice-prefeita, a servidora pública Rosenei Miranda, em Livramento

7

O ex-prefeito Carlos Roberto da Costa (Nezinho) disputará novamente as eleições municipais. O seu nome foi confirmado durante a convenção realizado pelo Partido Trabalhista Brasileiro (PTB), que também referendou a servidora pública Rosenei Miranda de Carvalho Duarte como vice-prefeita; Dentre os 11 candidatos ao Legislativo que foram lançados pelo Partido, seis são mulheres.

A convenção aconteceu na última quarta-feira (09.09) na Casa de show JKF, localizada no bairro central de Nossa Senhora do Livramento. O partido adotou todas as normas sanitárias devido à pandemia, não havendo aglomeração.

“Nezinho”, como é popularmente conhecido, é filho da terra, nascido na comunidade Cedral de Cima, administrou o Município por 03 (três) mandatos, e hoje disputa pela quarta vez o cargo de prefeito de Nossa Senhora do Livramento, o que coloca como um dos mais experientes concorrentes á prefeitura.

. O petebista destacou que está colocando seu legado á disposição de Livramento, com realizações efetivas e reconhecidas pelo povo, “A motivação de voltar a administrar a cidade é que não podemos deixar que Livramento transforme-se em um bairro de Várzea Grande. Nossa cidade tem condições de tornar-se uma cidade dinâmica e economicamente viável”.

O pré-candidato pontuou ainda o desejo de trabalhar pela cidade e poder novamente oferecer sua experiência e capacidade administrativa de trabalho. Nezinho cita que a administração municipal precisa urgente de correções de rumos para que volte atender os anseios da população.

Outro ponto defendido pelo pré-candidato é o que os governantes municipais têm que residir na sede do município. Ele reforça a ideia que é injustificável que prefeito ou candidato ao cargo que não residam no município, pois representam o local, onde tudo acontece. “O prefeito que não mora onde atua, além de revelar desprestígio em relação á cidade, não tem condições de dar respostas tão rápidas quanto aos vivem o dia a dia do município”, ponderou.

O ex-prefeito e agora candidato ainda lembrou que no primeiro ano de gestão encontrou a cidade em frangalhos, com baixa arrecadação e com dificuldades em prestar serviços. “O cenário era desolador, pois encontramos servidores com 10 meses de atraso salarial, prédio da prefeitura deteriorado, entre outros problemas. Porém, com muito trabalho e afinco, conseguimos virar a página e transformar a cidade. Estou preparado para os desafios que vou encontrar no próximo ano. Precisaremos gerar novas receitas, desenvolver a cidade e, acima de tudo, olhar para dentro da prefeitura. ” Estou com uma vontade enorme de voltar administrar Nossa Senhora do Livramento.”, finalizou.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.