Prefeito Souza vai à reeleição apoiado por DEM, PSB, PSD, PP e PT

A aliança praticamente tirou as chances de eleição do rival Nezinho que tem dificuldade de articulação politica

12

Na cidade de Nossa Senhora do Livramento (a 42 km de Cuiabá) mais três partidos (PP, PSD e PT) passam a compor a aliança da chapa à reeleição do atual prefeito Silmar de Souza Gonçalves “Souza” (DEM). O Democrata tem como vice Dr. Thiago Almeida, indicado pelo PSB. Os cinco partidos somam em torno da pré-candidatura de Souza e Dr. Thiago 35 candidatos a vereador.  A aliança praticamente tirou as chances de eleição do rival Nezinho que tem dificuldade de articulação politica

As conversações intensificaram ainda na convenção e nesta quarta-feira (16) foi batido o martelo. Essa união é considerada histórica na política local por unir o PT aos Democratas, e ainda agregar a força política do ex-vereador Volneli Queluz “Novinho” (PSD). Novinho foi o único adversário de Souza nas eleições de 2016 obtendo 2.909 votos, ou seja, 31,30% dos papa-bananas creditaram voto no Social Democrático.

“Graças a Deus e por meio de maturidade e entendimento politico estamos construindo uma frente forte que vai trabalhar muito para continuarmos avançando nas transformações que Livramento vem experimentando nos últimos anos. Muito já foi feito nesses quase quatro anos, mas precisamos avançar mais e por isso decidimos unir forças, e se ganharmos o pleito, poderemos oferecer serviços públicos de melhor qualidade para nossa população”, destacou Souza.

Sobre a decisão de apoio do PSD, PT e PP à reeleição do atual prefeito, Novinho afirmou que os partidos analisaram com critérios a atual gestão e observaram o progresso que Livramento teve nos últimos anos com Souza à frente da Prefeitura.

“Eu vinha costurando a minha candidatura juntamente com os progressistas e petistas. Passamos por um intenso processo de análise e consultas internas onde observamos a força política e a capacidade humilde de Souza agregar e também administrar o município. Diante disso e demais fatos, eu e meu grupo de aliança decidimos afastar a nossa candidatura á majoritária para apoiar Souza”, ressaltou.

Ainda, segundo Novinho, a reeleição de Souza frente a essa junção de forças reverterá em maior desenvolvimento para Livramento, “pois seguiremos unidos também com os nossos deputados estaduais e federais, senadores e o próprio governador Mauro Mendes. Tudo isso acarretará em recursos que virão através de emendas, convênios e consequentemente mais obras para o desenvolvimento da nossa cidade. Colocando em primeiro lugar o progresso de Livramento, decidimos por adiar o nosso projeto pessoal”, concluiu Novinho.

Por outro lado, o PSC, PTB e Solidariedade lançaram candidaturas com chapas puras e seguem isolados por não conseguirem agregar nenhum outro partido.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.