Candidato critica repasses inferiores a R$ 4 mil para as diretorias de creches

58

Sid Carneiro

Oriundo da educação e da região Sul de Cuiabá, o professor Welson Mesquita (Republicano), questionou os repasses inferiores a R$ 4 mil, que a Secretaria Municipal de Educação de Cuiabá faz a cada trimestre, para as diretorias das creches municipais, atenderem até 40 crianças matriculadas. “Muito pouco. Como é possível administrar uma creche com menos de quatro mil reais? Isso é quase impossível. É que os diretores são guerreiros e pensam nos pais dessas crianças porque eles precisam trabalhar”, avaliou Welson, que,pela segunda vez, disputa uma vaga de vereador à Câmara de Vereadores de Cuiabá.

Nesta terça-feira (8), ele visitou e buscou apoio do presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso, Eduardo Botelho (DEM) que simpatiza com sua candidatura ao legislativo cuiabano, na eleição municipal de 15 de novembro deste ano.

Nas eleições municipais em 2016, Welson Mesquita, disputou pelo PSL e obteve 1.295 votos, ficando na segunda suplência do vereador titular, Wilson Kero Kero, eleito pelo PSL e agora, candidato à reeleição pelo Podemos.

Welson defende o aprofundamento das políticas educacionais para fortalecer os profissionais da educação, além da atualização dos salários. “O importante não é somente receber salário dentro do mês, mas também receber atenção que o professor e demais servidores merecem, como a capacitação profissional, por exemplo. Vamos cobrar isso”, afirmou.

As questões sociais também estão nos planos de trabalho do candidato a vereador por entender que a população de baixa renda não pode aceitar apenas cestas básicas para matar a fome. “É complicado para essa faixa da população aceitar que estão combatendo a fome com essas cestas básicas num momento que todos precisam ter mais que isso, como emprego e renda para viver. Falam de combater a fome, mas com cesta básica precária”, observou Welton.

Welson Mesquita teve a oportunidade de ser vereador por 30 dias em substituição a Wilson Kero Kero, que se licenciou para assuntos pessoais. Mas, na observação de Welson, o legislativo focou na saúde e nas acusações de desvios de dinheiro público.  “O restante ficou parado. Vamos tratar de todos os assuntos porque acho que somos eleitos para atender as demandas independentes de onde elas vão surgir”, afirmou.

Welson deseja criar mecanismos, que estimulem a ampliação da agricultura familiar nas regiões rurais da capital. “Vamos estender nossa atenção aos trabalhadores rurais que estão desanimados com as atuais políticas públicas para a agricultura dos pequenos produtores”, disse.

Oriundo da educação, Welson tem projetos para a qualidade do ensino em Cuiabá a partir de 2021

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.