Candidatos a vereadores do PTB trocaram Nezinho por Souza em Livramento

Agora somos todos Souza! Membros do PTB de Livramento confirmam “debandada” do partido e dizem que “desprezo e cerceamento” foi a senha dada pela cúpula da agremiação para que isso acontecesse.

12
A declaração ocorreu na noite desta quarta-feira (7) durante reunião “dos ainda membros petebistas” com o candidato a reeleição pelo município de Nossa Senhora do Livramento Silmar de Souza Gonçalves (DEM). Souza tem como vice Dr. Thiago Almeida (PSB).

De acordo com eles “desprezo e cerceamento” foi à senha dada pela cúpula do PTB papa-banana para que deixassem a agremiação, e que a decisão de sustentabilidade a candidatura do Democrata Souza aconteceu por decisão coletiva e democrática.

“Fomos simplesmente desclassificados por parte do nosso partido. De algum passamos a ser – quase nada a somar -, nas eleições deste ano”, destacou o ex-deputado estadual Antônio Francisco Monteiro ou popularmente ‘Chico Monteiro’ que também já administrou o município papa-banana de 1993 a 1996.

Segundo Chico, a situação de “desdém” e “cercadura” de certos candidatos do grupo em favorecimento de outros foi visível e demasiadamente e isso tornou insustentável seguirem juntos, “inclusive iremos entrar com pedido de desfiliação em massa do partido já que fomos praticamente barrados”, desabafou mais uma vez Monteiro.

As decepções dos dissidentes não param por ai. Segundo eles a prova maior de “menosprezo” se comprovou com a “rasteira” dada quanto a escolha do vice e demais candidatos e vereador.

“Costuramos até o ultimo dia a candidatura de vice-prefeito. Até aos 45 minutos do segundo tempos forçaram estar tudo normal na minha escolha. Mas, nos acréscimos, rejeitaram o meu apoio e da minha família. O golpe foi tão duro que sequer dei sequencia na campanha de reeleição. Decidi por deixar a vida pública, no momento”, disse o vereador por Livramento Danilo Monteiro (PTB).

“Até dias próximos a convenção eu era elogiado e incentivado a me candidatar a vereador. Contudo, costuras nos bastidores praticamente me impediram de seguir adiante nesse propósito”, salientou Elson José Prado Alencar (Elsinho do Cedral).

Outro membro petebista que também desabafou foi Filinto Campos “Filintinho”. Este chegou até lançar candidatura de vereador, mas desistiu logo em seguida por conta de desatenção pela direção municipal. “Disputar uma vaga na câmara de Livramento não é fácil, principalmente para mim que sou limitado em estrutura de campanha. Quando percebi que iria apenas de usado para ajudar eleger parentes e amigos de alguns eu cai fora. Infelizmente é assim. Nem todos são convidados a sentar-se à mesa do rei”, desafogou Filintinho.

Dessa forma se percebe que o fogaréu de vaidades dentro do partido vinha sendo alimentado de maneira quieta, mas que eclodiu dia após a convenção da legenda petebista em Livramento.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.