Juíza determina a suspensão de nova pesquisa do ITEC com várias irregularidades em São Pedro da Cipa

166

A juíza Laura Dorilêo Cândido da 14ª Zona Eleitoral em Jaciara impediu mais uma vez, que o Instituto Tecnológico da Informação (ITEC), divulgasse o resultado de uma pesquisa irregular, no próximo dia 13, dois dias antes das eleições municipais, para prefeito e vereadores em São Pedro da Cipa. A decisão atendeu ao pedido da coligação É Hora de Avançar, que a tempo, apontou as irregularidades nos quesitos apresentados no registro da pesquisa ao Tribunal Regional Eleitoral (T R E).

Desse vez, o resultado da amostragem estava previsto para ser divulgado dois dias antes das eleições que ocorrem no próximo domingo (15) em Mato Grosso para a escolha de prefeitos, vereadores e a eleição suplementar para senador.

Em seu despacho, a juíza determinou que o ITEC não faça a divulgação dos números.

Dentre as irregularidades apontadas pela coligação está ausência do nome da cidade onde a pesquisa será realizada, bem como, a utilização de nomes de candidatos ao Senado diferente daqueles que os postulantes registraram e, pior: a colocação no formulário do nome de uma candidata, no caso Maria Lúcia, que simplesmente não disputa a eleição no Estado.

Essa é a segunda vez que a Justiça Eleitoral barra uma pesquisa realizada pelo ITEC, que tem sede em Cuiabá e, segundo consta, já há algum tempo realiza amostragens para outra coligação na cidade. A primeira decisão judicial contra o ITEC foi publicada no dia 29 do mês passado.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.