Governador admite voto para França à prefeitura e Carlos Fávero ao Senado

49

De sandálias e ao lado da esposa Virgínia Mendes e a filha caçula, o governador evitou polemizar sobre o apoio em cima da hora do presidente da República, Jair Bolsonaro, ao candidato a prefeito Roberto França (Patriota, ex-partido do presidente) nas eleições municipais deste ano em Cuiabá. “Não posso fazer uma avaliação por não ter clareza sobre a tomada de decisão do eleitor”, analisou Mendes.

O governador admitiu votar em Carlos Fávero (PSD) e justificou que o senador fez um bom trabalho nos últimos seis meses, no Senado no lugar da ex-senadora e ex-juiza, Selam Arruda (Podemos). “Resolvi apoiá-lo em 2018 e repeti agora, mas ele fez um bom trabalho nos últimos tempos no Senado”, argumentou Mauro.

 

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.