Deputado alerta para redução de recursos aos hospitais filantrópicos em Mato Grosso

44

O presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso, Eduardo Botelho (DEM) reafirmou que os poderes têm que encontrar mecanismos financeiros para o funcionamento permanente dos hospitais filantrópicos de Mato Grosso. De acordo com o deputado, a solução é criar uma estrutura permanente de recursos e parar de inserir novas unidades filantrópicas ou achar nova fonte de recursos financeiros para evitar o abre e fecha dos hospitais filantrópicos. “Temos que criar uma estrutura permanente ou encontrar novas fontes para evitar o fechamento dos hospitais filantrópicos”, alertou o deputado.

Recentemente, o legislativo doou mais de R$ 3 milhões para o Hospital do Câncer de Mato Grosso, que reclama atraso nos repasses da prefeitura de Cuiabá em mais de R$ 6 milhões.

Conforme Botelho, a criação do Fundo de Estabilização da Saúde, aprovado pela Assembleia Legislativa ajudou o Estado e demais poderes, a realizarem repasses para os hospitais em 2019. No entanto, o fundo corre risco de não suportar o crescimento das demandas na saúde estadual e nos municípios, com urgência de aumento dos repasses para entidades filantrópicas que não estão incluídas nos recursos do fundo.

“O fundo atendeu os hospitais, mas a cada momento um deputado apresenta uma nova demanda para outras unidades filantrópicas com emendas para incluirmos mais hospitais. Com isso, os recursos diminuem e hoje já encontramos dificuldades para atendermos a todos”, esclareceu Botelho.

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.