Marcrean Santos defende equilíbrio partidário na formação da chapa à Mesa Diretora

O vereador observa que não ficaria bom o presidente do Legislativo se do mesmo partido do prefeito da capital

46

O segundo mais votado com 3.729 votos na eleição municipal deste ano, o vereador reeleito Marcrean Santos (PP), defende que haja um equilíbrio parlamentar e partidário, à Mesa Diretora da Câmara de Vereadores de Cuiabá. O MDB, partido do prefeito reeleito, Emanuel Pinheiro investe na candidatura do vereador reeleito, Juca do Guaraná (MDB), que teve 2021 votos.

Marcrean foi da base do prefeito na legislatura passada e assegura que sua opinião, não sugere racha da base do prefeito, mas a garantia de espaços para os vereadores, mais experientes e os novatos eleitos. “Entendo que minha eleição faria o equilíbrio entre os poderes, porque sou do PP. O Juca tem todo direito como os 25 vereadores de disputar a presidência. O Juca e o prefeito são do mesmo partido e acho que não ficaria bem o presidente da Câmara sendo do mesmo partido”, esclareceu Marcrean.

Em tempos anteriores, a votação expressiva dos parlamentares, era o critério respeitado para a formação da presidência da Mesa Diretora. Neste sentido, Marcrean e Diego Guimarães (Cidadania), também reeleito com 4.179 votos deveriam ser eleitos presidente e vice-presidente, respectivamente, à Mesa Diretora.

Apesar de serem os mais votados, Marcrean e Diego, ainda não sabem quais deles será o candidato de fato, com maior número de votos popular, para forma uma única chapa que inclua antigos e novatos na direção do legislativo municipal. “Ainda não temos essa conversa mas acho que podemos fundir numa única chapa e acabar com essa questão de oposição e situação . O que tem que ter são 25 vereadores focados para os interesses da sociedade cuiabana. Somos um poder independente. O presidente tem que ser acolhedor, agregador e experiente para respeitar os direitos de todos”, observou o vereador.

No entanto, Diego integra desde o primeiro mandato, a bancada de oposição ferrenha ao prefeito Emanuel Pinheiro e brigou durante todo o mandato contra os vereadores da base que são maioria em apoio a Emanuel.

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.