PTC sugere cassação de vereadora por compra de votos em Cuiabá

7

O Partido Trabalhista Cristão (PTC) por meio do presidente Newton César Pereira entrou com Ação de Impugnação de Mandato Eletivo (AIME) no Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso (TRE-MT) contra a vereadora Michelly Alencar (DEM).  De acordo com o documento encaminhado ontem ((7), a parlamentar teria se beneficiado durante a campanha para o cargo no Legislativo da ação “Vem Ser Mais Solidário” realizada pela Secretaria de Estado de Assistência Social e Cidadania (Setasc).

“[…] a Administração Pública do Estado de Mato Grosso, em especial a Secretaria de Estado de Assistência Social e Cidadania – SETASC, dirigida pela servidora Rosamaria Ferreira De Carvalho, realizou a distribuição de alimentos (cestas básicas), bem como, a mobilização de servidores públicos, em pleno período eleitoral, com o fim exclusivo de angariar o apoio político dos eleitores, já que, em contrapartida, observa-se que em todas as ações era levada a cabo propaganda eleitoral da então candidata e também representada Michelly de Alencar Santos Neves”, argumentou a sigla.

A ação também cita o uso da máquina pública em beneficio da vereadora, já que Alencar possui vinculo com a igreja evangélica “El Shaddai Comunidade Cristã de Cuiabá”, e nela, em tese, desenvolve ou participa de projetos sociais, como o “Projeto Dê Coração” que distribui cestas básicas doadas pelo Estado.

Além disso, o partido relembra que Michelly é casada com secretário Adjunto de Esporte e Lazer do Estado de Mato Grosso Jefferson Carvalho Neves.

O documento ainda observa que a vereadora recebeu apoio da primeira-dama de Mato Grosso, Virginia Mendes, e que a levou na Setasc para apresentá-la aos servidores públicos.

“Michelly Alencar representa essa mudança que todos queremos na Câmara de Vereadores de Cuiabá́, por isso ela tem meu voto de confiança. Tive o prazer de apresentar as propostas da Michelly para todos os nossos amigos da SETASC e agradeço de coração a presença de cada um de vocês conosco hoje em mais esta reunião”, escreveu em trecho de postagem nas redes sociais.

Outro Lado 

A assessoria de comunicação da vereadora Michelly Alencar (DEM) esclarece que, até o momento, a mesma não foi notificada do processo e que estará disposição para esclarecer o assunto assim que tiver acesso ou for notificada, mas já adianta que está muito tranquila pois tem convicção que não cometeu nenhuma irregularidade.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.