PTC sugere cassação de vereadora por compra de votos em Cuiabá

78

O Partido Trabalhista Cristão (PTC) por meio do presidente Newton César Pereira entrou com Ação de Impugnação de Mandato Eletivo (AIME) no Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso (TRE-MT) contra a vereadora Michelly Alencar (DEM).  De acordo com o documento encaminhado ontem ((7), a parlamentar teria se beneficiado durante a campanha para o cargo no Legislativo da ação “Vem Ser Mais Solidário” realizada pela Secretaria de Estado de Assistência Social e Cidadania (Setasc).

“[…] a Administração Pública do Estado de Mato Grosso, em especial a Secretaria de Estado de Assistência Social e Cidadania – SETASC, dirigida pela servidora Rosamaria Ferreira De Carvalho, realizou a distribuição de alimentos (cestas básicas), bem como, a mobilização de servidores públicos, em pleno período eleitoral, com o fim exclusivo de angariar o apoio político dos eleitores, já que, em contrapartida, observa-se que em todas as ações era levada a cabo propaganda eleitoral da então candidata e também representada Michelly de Alencar Santos Neves”, argumentou a sigla.

A ação também cita o uso da máquina pública em beneficio da vereadora, já que Alencar possui vinculo com a igreja evangélica “El Shaddai Comunidade Cristã de Cuiabá”, e nela, em tese, desenvolve ou participa de projetos sociais, como o “Projeto Dê Coração” que distribui cestas básicas doadas pelo Estado.

Além disso, o partido relembra que Michelly é casada com secretário Adjunto de Esporte e Lazer do Estado de Mato Grosso Jefferson Carvalho Neves.

O documento ainda observa que a vereadora recebeu apoio da primeira-dama de Mato Grosso, Virginia Mendes, e que a levou na Setasc para apresentá-la aos servidores públicos.

“Michelly Alencar representa essa mudança que todos queremos na Câmara de Vereadores de Cuiabá́, por isso ela tem meu voto de confiança. Tive o prazer de apresentar as propostas da Michelly para todos os nossos amigos da SETASC e agradeço de coração a presença de cada um de vocês conosco hoje em mais esta reunião”, escreveu em trecho de postagem nas redes sociais.

Outro Lado 

A assessoria de comunicação da vereadora Michelly Alencar (DEM) esclarece que, até o momento, a mesma não foi notificada do processo e que estará disposição para esclarecer o assunto assim que tiver acesso ou for notificada, mas já adianta que está muito tranquila pois tem convicção que não cometeu nenhuma irregularidade.

Deixe uma resposta