Romoaldo Junior diz que Nilson Leitão tem “chororô” de quem perdeu as eleições

Leitão acusou Romoaldo de participar de compra de votos em favor da eleição do senador Carlos Fávaro na região norte de Mato Grosso

91

“Isso é chororô” de quem perdeu a eleição. O processo já está arquivado, a PF fez investigação e não encontrou nada. Quem perdeu, perdeu… Não precisa chorar e denunciar companheiros. É democracia, o povo que escolhe. Sempre fui amigo e companheiro do Nilson Leitão – estou decepcionado pela a atitude dele. Eleição a gente ganha no voto e não no tapetão”, diz o deputado.

Deputado Romoaldo Júnior (MDB) fez questão de se manifestar a respeito da denúncia de Nilson Leitão, que diz que ele teria participado de um suposto esquema de compra de votos para apoio político em favor do senador Carlos Fávaro (PSD-MT), eleito na eleição suplementar, realizada no dia 15 de novembro do último ano.

“É comum na política a pessoa perder a campanha, não aceitar a situação e acabar entrando para os caminhos da denúncia. Essa acusação do Leitão é vazia, já foi até arquivada pelo Ministério Público e isso pra mim é uma honra, pois comprova que eu não fiz nada de errado. A gente ganha a eleição com votos e não com denúncias”, declara o membro do MDB ao ressaltar que tem boa liderança no Nortão de Mato Grosso e que o Fávaro ganhou no voto, na dedicação.

“O Nilson errou quando fez isso. Ele me conhece há 30 anos, já foi deputado estadual junto comigo, não dei dinheiro pra ninguém em troca de votos, pelo contrário, pedi muito votos para um candidato que se elegeu dignamente e é um grande senador de Mato Grosso”, defendeu Romoaldo.

Na sequência, o deputado que já foi vereador e prefeito de Alta Floresta e é dono de nove mandatos políticos, disse que isso é “chororô” de quem perdeu a eleição. “O processo já está arquivado, a Polícia Federal fez investigação e não encontrou nada. Quem perdeu, perdeu, não precisa chorar e denunciar companheiros. É democracia, o povo que escolhe. Sempre fui amigo e companheiro do Nilson Leitão, estou decepcionado pela a atitude dele. Eleição a gente ganha no voto e não no tapetão”, aconselhou.

Deixe uma resposta