Para o líder do governo, momento é de manter o equilíbrio financeiro e promover novos investimentos

14

Foto: Daniel Meneguini

O líder do governo na Assembleia Legislativa, deputado Dilmar Dal Bosco (DEM) fez nessa terça-feira (2), um balanço das atividades parlamentares e os desafios para os próximos dois anos em Mato Grosso. De acordo com o parlamentar, o principal objetivo neste momento será manter o equilíbrio financeiro e conquistar novos investimentos para o Estado.

“Acredito que esses dois anos que teremos pela frente serão muito melhores para o Estado. A economia está crescendo e a população mato-grossense pode esperar muito empenho e trabalho da Assembleia Legislativa. Tenho que agradecer os demais parlamentares. Mesmo com todas as dificuldades, a Assembleia foi extremamente importante para que o Estado retomasse o crescimento com as aprovações de projetos que deram uma oxigenada, recursos e arrecadação na economia estadual”, apontou Dal Bosco.

Conforme o deputado, os ajustes que precisavam ser feitos no orçamento estadual, visando à readequação da capacidade de gastos públicos para arcar com suas despesas durante a pandemia do novo coronavírus, foram concluídas.

“Freamos despesas e aprovamos a reforma administrativa, adequamos o teto de gasto, e aprovamos a lei que garante ao Estado melhor arrecadação na própria arrecadação do Fundo Estadual de Transporte e Habitação (Fethab). Em tudo a Assembleia foi importante. Entendo que esses projetos causaram uma mudança no Estado e deram a ele um outro perfil para os próximos anos”, definiu ele.

Para o deputado, as mudanças trouxeram resultados positivos para a sociedade de Mato Grosso e também citou o problema da pandemia, quando a Assembleia colaborou no combate da doença.

“Nesse momento da Covid, a Assembleia devolveu dinheiro para ajudar na pandemia, mas também, começamos a ver frutos do governo em obras no interior. Teremos projetos de lei que devem ser encaminhados para a Casa que certamente terão muitas discussões, como por exemplo, de que maneira o Estado vai pagar o déficit previdenciário que ficou para trás, que é de aproximadamente R$ 28 milhões”, esclareceu o parlamentar.

Durante o seu discurso de hoje na Assembleia Legislativa, o governador Mauro Mendes (DEM) destacou o trabalho em conjunto  entre os Poderes no Estado, principalmente, o Legislativo.

“Foram decisões dos deputados que marcaram os novos rumos da história, aprovando projetos que beneficiaram Mato Grosso. Depois de dois anos, fechamos as contas públicas, graças ao apoio do Legislativo que aderiu às medidas. Ao longo desse período, a Assembleia aprovou importantes projetos como, por exemplo, a restituição dos incentivos fiscais. Ações como essas foram importante para o desenvolvimento do Estado. 2021 será um ano de muitas realizações e positivo para Mato Grosso”, concluiu o governador.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.