Deputado admite urgência para votação da reforma tributária nacional

7

Foto: JL Siqueira

O deputado estadual, Sílvio Fávero (PSL), admitiu nesta sexta-feira (12), urgência para a votação da reforma tributária barsileira, ainde neste semestre, no Senado e na Câmara dos Deputados Federais, em Brasília. Segundo o Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação de tudo o que é consumido no país, 33%, em média é só imposto. Os números foram contestados pelo deputado, em suas páginas na redes sociais, durante a semana.

“Ou seja, é ou não é urgente aprovar uma Reforma Tributária que tire das costas da população o peso de tantos impostos? Questionou Sílivo em uma postagem, após sessão plenária, na Assembleia Legislativa de Mato Grosso.

O deputado entende, que os brasileiros não vão suportar esperar políticas públicas nacionais que realmente reduzam as tarifas trbutárias sobre os empresários e órgãos estatiais, que repassam os impostos para os consumidores finais. “Outra conta absurda: o povo brasileiro trabalha cinco meses do ano apenas para pagar impostos federais, estaduais e municipais”, disse Fávero.

Ultimamente, o presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), tem anunciado negociações com a União, Estados e Municípios para a redução do ICMS nos produtos. No entanto, encontra resistência, uma vez que, o imposto é um dos únicos que sustentam as despesas da máquina pública. 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.