Vereadores votam hoje (3) decreto municipal que difere do decreto estadual

Entre as medidas, toque de recolher das 23h às 5h, suspensão de lazer e restrições ao comércio. As regaras valem a partir desta quarta-feira (3) até o próximo dia 21.

25

O prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) anunciou um novo decreto com medidas de prevenção à Covid-19 nesta terça-feira (2), em Cuiabá. Entre as regras anunciadas, está o toque de recolher das 23h às 5h, a suspensão de atividades de lazer e restrição de horário para os comércios.

As novas medidas passam a valer nesta quarta-feira (3) e seguem até o dia 21 deste mês.

“Não estamos preocupados em competir com ninguém. Vamos tomar medidas necessárias, mas cada um tem que fazer sua parte, porque não há decreto que se resolva se a população não ajudar”, ressaltou.

Conforme o documento, estão suspensas todas as atividades em casas de shows, espetáculos, boates e congêneres. Também deverão ser fechados, temporariamente, praças, campos, quadras poliesportivas, parques, entre outros espaços públicos e privados que promovam atividades coletivas.

Além disso, durante o período do decreto, estão suspensas as cirurgias e atendimentos ambulatoriais eletivos.

Eventos sociais, corporativos e religiosos estão liberados dentro do horário do toque de recolher.

O prefeito afirmou que também haverá aumento nas fiscalizações e terá tolerância zero para quem desrespeitar as regras.

Apesar do governador Mauro Mendes (DEM) ter decretado, na segunda-feira (1°), o fechamento do comércio às 19h, o prefeito de Cuiabá determinou outros horários.

Em nota, o governo de Mato Grosso informou que lamenta a forma como a Prefeitura de Cuiabá “politiza e trata a situação da Covid-19”, e que caberá ao Ministério Público e à Justiça sobre o que deverá prevalecer na cidade.

O MP informou que está analisando as novas medidas adotadas.

Novos horários

 

  • Comércio em geral, varejista, atacadistas e shopping popular: De segunda-feira a sábado das 8h às 18h
  • Lojas em shopping: De segunda-feira a domingo das 10h às 21h
  • Bares e restaurantes: De segunda a domingo 11h às 22h
  • Lanchonetes, padarias, açougues e congêneres: De segunda-feira a domingo das 6h às 19h
  • Supermercados e congêneres: De segunda-feira a domingo das 6h às 22h
  • Prestação de serviços em geral: De segunda-feira a sábado das 8h às 18h
  • Distribuidoras de bebidas: De segunda-feira a domingo das 10h às 22h, vedado o consumo no local
  • Conveniências em postos de combustível: De segunda-feira a domingo das 10h Às 22h, permitido o consumo no local, desde que estejam todos sentados
  • Academias de musculação, natação e congêneres: De segunda-feira a sábado de 6h às 22h
  • Clubes de lazer em geral: De segunda-feira a domingo das 6h às 22h, vedada a prática de atividades coletivas
  • Vendedores ambulantes autorizados pelo município: Até às 22h

 

Todos os estabelecimentos terão que cumprir as medidas de biossegurança, como uso de máscara, álcool em gel, distanciamento social e utilizar apenas 50% da capacidade total do local.

De acordo com o prefeito, as novas medidas anunciadas é uma forma de equilibrar as medidas para conter o avanço do vírus e o fomento da economia.

“O setor produtivo já está no limite, principalmente, pela primeira onda. Muitos tiveram até que fechar as portas. O momento é muito difícil. O trabalhador precisa trabalhar para ganhar o salário e sustentar a família”, explicou.

O prefeito ainda anunciou que os servidores públicos municipais do grupo de risco ficam em home office até o dia 31 de maio. Os demais servidores também vão trabalhar de forma híbrida, sendo os horários definidos pelos secretários de cada pasta.

Multa

 

Um projeto da prefeitura de Cuiabá, encaminhado à Câmara Municipal nesta semana, prevê multa de R$ 3 mil a R$ 60 mil a quem descumprir as medidas de prevenção ao coronavírus previstas em decreto. As penalidades são válidas para pessoas e empresas.

A votação acontecerá em sessão extraordinária remota, nesta quarta-feira (3).

O projeto prevê ainda que, dependendo da gravidade da infração, além da multa, haverá até interdição temporária do estabelecimento que descumprir as regras.

Casos de Covid-19

 

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde desta terça-feira (2), 253.783 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 5.864 óbitos em decorrência do coronavírus.

Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19 estão: Cuiabá (54.411), Rondonópolis (19.753), Várzea Grande (16.038), Sinop (13.035), Sorriso (10.346), Tangará da Serra (10.084), Lucas do Rio Verde (9.361), Primavera do Leste (7.539), Cáceres (5.606) e Nova Mutum (5.075).

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.