Governo descarta fechar tudo e anuncia 500 leitos de UTI nos municípios

58

O governador Mauro Mendes anunciou um novo pacote de ações de enfrentamento à Covid-19 em Mato Grosso, que inclui a abertura de 160 novas UTIs próprias e em parceria com municípios, 500 novos leitos clínicos, 150 leitos home care de retaguarda, 500 mil testes rápidos, entre outras medidas.

O anúncio foi feito durante coletiva virtual na tarde desta quarta-feira (10.03), junto com os secretários de Estado Mauro Carvalho (Casa Civil) e Gilberto Figueiredo (Saúde). Os novos investimentos totalizam R$ 227 milhões. Também serão repassados outros R$ 6,2 milhões aos municípios, a título de antecipação dos valores destinados à atenção primária, regionalização, Programa de Apoio ao Desenvolvimento e Implementação dos Consórcios (PAICI), farmácia básica e diabetes de mellitus.

“Fizemos uma verdadeira força-tarefa com toda nossa equipe e junto aos prefeitos e Poderes para superar nossa maior dificuldade, que é encontrar profissionais e empresas para prestar serviços médicos para casos de covid-19. Agora a meta é entregar esses leitos no prazo mais curto possível, para salvar mais vidas”, relatou o governador.

Mauro Mendes explicou que todos os 500 novos leitos clínicos abertos em todas as regiões de Mato Grosso terão suporte ventilatório pulmonar, seja por meio de respiradores, ventiladores não-invasivos ou via oxigenoterapia.

“Esses equipamentos nos leitos vão ajudar os pacientes com dificuldade de respirar a se recuperarem e evitar que os casos se agravem e venham a necessitar de uma UTI”, pontuou.

Também serão abertas nas próximas semanas 160 novas UTIs por todo o Estado, sendo 90 em unidades de gestão do Estado e 70 em parceria com municípios, conforme a tabela abaixo:

Além das UTIs nas unidades de saúde estaduais e municipais, também serão criadas 150 novas leitos home care (atendimento domiciliar) de retaguarda nos hospitais estaduais Santa Casa e Metropolitano e nas cidades de Rondonópolis, Sinop e Cáceres. Essas unidades se somarão às 497 UTIs que o Governo do Estado já financia para tratar os casos de coronavírus.

Testes e recursos

De acordo com o governador, serão adquiridos mais 500 mil testes de antígeno para distribuição na rede estadual de Saúde e para os municípíos, de forma a colaborar para o diagnóstico precoce. Atualmente, Mato Grosso já é o segundo estado do país que mais testa percentualmente a população.

Ainda serão adquiridos mil cilindros de oxigênio para ajudar os municípios na abertura dos leitos clínicos.

Outra medida anunciada é o pagamento para os municípios dos créditos de valores da Saúde pendentes de 2016 a 2018 deixados pela gestão anterior, no montante total de R$ 69,8 milhões.Conforme o secretário de Estado de Saúde, Gilberto Figueiredo, esse repasse deverá ser usado pelos prefeitos na atenção primária.

“Com esses novos recursos, as prefeituras terão maiores condições de investir na saúde básica, fazer aquele primeiro atendimento aos pacientes, investir no diagnóstico precoce e, com isso, evitar que os acometidos pela covid só consigam ser atendidos quando já estão em situação avançada”, ressaltou.

Também participaram do ato o presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso, Max Russi, e os deputados estaduais Eduardo Botelho, Carlos Avalone, Paulo Araújo, Ondanir Bortolini, Dilmar Dal’Bosco, Sebastião Rezende e Valmir Moretto, além do presidente da União das Câmaras Municipais do Estado de Mato Grosso (Ucmmat) e vereador por Várzea Grande, Bruno Rios.

Deixe uma resposta