Dr Fábio e Lagoa Azul somam mais de 800 quilos de drogas que foram apreendidas pela PM

59

A Polícia Militar apreendeu, durante esta semana, 1.030 quilos de droga, a maior parte, em Cuiabá. Nestas operações, foram presos 12 suspeitos de tráfico em flagrante, sendo duas mulheres.

As duas maiores apreensões ocorreram em menos de 72 horas. Na terça-feira (9), policiais do 9º Batalhão tiraram de circulação 468 tabletes lacrados e 51 abertos de maconha, somando 412 quilos da droga. Nesta apreensão, realizada no bairro Lagoa Azul, região do Coxipó, 4 suspeitos foram presos.

Ainda na quinta-feira, mais 475 quilos de maconha foram apreendidos, desta vez, no bairro Doutor Fábio, em uma operação das Agências de Inteligências do 1º e 3º Batalhões da Polícia Militar. No local, um galpão aparentemente usado como depósito de produtos agrícolas, a droga estava escondida dentro de sacas de adubo.

Além dos 412 quilos, na quinta-feira (11) dois rapazes, de 20 e 21 anos, foram presos pelo 9º BPM com mais 47 tabletes de maconha. Ao todo, nestas ações, 515 tabletes de maconha foram retirados e circulação.

Nos bairros Pedra 90 e Wantuil de Freitas, também em Cuiabá, ocorreram ainda outras apreensões de médio porte, de 33 e 20 quilos de droga. No interior do Estado, uma apreensão de 10 tabletes de maconha foi realizada em Torixoréu (560 km de Cuiabá).

A repressão ao tráfico também levou à apreensão de armas: uma réplica de fuzil tipo Airsoft, uma réplica de espingarda também tipo Airsoft, além de um revolver calibre 32 adaptado para calibre 38, com cinco munições.

O comandante geral da Polícia Militar, coronel Jonildo José de Assis, destaca o esforço permanente dos policiais militares na repressão ao tráfico de drogas, tirando de circulação somente esta semana mais 1 tonelada de entorpecente, dividida em  933 tabletes de maconha.

Assis lembra o quanto esse trabalho de repressão é importante às famílias e sociedade em geral, ressaltando também a forte atuação dos militares no trabalho de prevenção, através do Proerd (Programa de Resistência às Drogas) nas escolas e com dezenas de projetos sociais de esportes, lazer e cultura.

O comandante-geral observa que, por causa da pandemia da covid-19, a Polícia Militar assumiu novas missões. Desde março de 2020 está na linha de frente levando informação e atuando no cumprimento das medidas restritivas. Todavia, permanece empenhada no combatendo à criminalidade, como mostram os dados relativos às apreensões de droga.

Deixe uma resposta