Projeto de descarte de pneus velhos é alternativa de geração de renda e preservação do meio ambiente em MT

36

A Prefeitura Municipal de Vera através da Secretaria de Meio Ambiente vem realizando um trabalho que ajuda a manter a cidade de Vera mais limpa e bonita e a população mais saudável. O trabalho é o recolhimento e a destinação correta e consciente dos pneus inservíveis das borracharias e empresas do município. As borracharias e empresas que tem pneus que não servem mais podem levar os mesmos para um depósito da pasta que fica localizado na Avenida Estados Unidos na antiga Marcenaria.

Deste local os pneus são recolhidos por uma empresa, que os destina para a cidade de Cuiabá, onde os pneus são usados para a fabricação de cimento, artesanato entre outros materiais. Cada carga de pneus recolhida de Vera tem de 15 a 24 toneladas. Uma equipe da Secretaria de Obras ajuda neste trabalho realizando o carregamento das carretas da empresa que faz a coleta do material em Vera.

Segundo o secretário de Agricultura e Meio Ambiente, Egídio José Wolfart, este trabalho além de cuidar do meio ambiente também faz muita diferença em relação à saúde, uma vez que evita que os pneus fiquem jogados de forma incorreta acumulando água. “A questão da saúde porque evita o acúmulo de água e a proliferação de mosquitos como o da dengue. Além disso, é ambientalmente correto o recolhimento desses pneus, devido a inúmeros fatores poluição, pode se alojar insetos, abelhas entre outros”, destacou o secretário.

Segundo organizações internacionais, a produção de pneus novos está estimada em cerca de 2 milhões por dia em todo o mundo. Já o descarte de pneus velhos chega a atingir, anualmente, a marca de quase 800 milhões de unidades. Só no Brasil são produzidos cerca de 40 milhões de pneus por ano e quase metade dessa produção é descartada nesse período.

Egídio falou também sobre a destinação feita com pneus recolhidos em Vera pela empresa. “Esses pneus vão para Cuiabá, esta empresa recicla eles, e eles tem vários destinos inclusive para caldeira, só que em caldeira, só para empresas que tem filtro especial que filtra a fumaça. E só tem uma empresa no Mato Grosso que conseguiria receber estes pneus, que é a Votorantim fábrica de calcário em nobres que tem o filtro para a combustão adequada deste material. No mais, eles são destinados para empresas que fazem artesanato e diversos outros trabalhos”, concluiu Wolfart.

O processo de recuperação e regeneração dos pneus exige a separação da borracha vulcanizada de outros componentes. Os pneus são cortados em lascas e purificados por um sistema de peneiras. As lascas são moídas e depois submetidas à digestão em vapor d’água e produtos químicos, como álcalis e óleos minerais, para desvulcanizá-las. O produto obtido pode ser então refinado em moinhos até a obtenção de uma manta uniforme ou extrudado para a obtenção de grânulos de borracha. Este material tem várias utilidades: cobrir áreas de lazer e quadras esportivas, fabricar tapetes para automóveis; passadeiras; saltos e solados de sapatos; colas e adesivos; câmaras de ar; rodos domésticos; tiras para indústrias de estofados; buchas para eixos de caminhões e ônibus, entre outros produtos.

Deixe uma resposta