Pacientes da Santa Casa de Cuiabá lamentam destiruição da Capela interna

Fotos mostram imagens enroladas e deixadas ao chão e o espeço que antes era para oraçoes se tranformou em sala de meducamentos

126

TRISTE HISTÓRIA, TRISTE IMAGEM

A que ponto chega a insanidade dos dirigentes, desrespeito a religiosidade e abuso de poder em um momento que a fé e as orações são importantes para dar esperanças e conforto aos familiares e pacientes na pandemia.
A Santa Casa foi construída com sua igreja há 200 anos e durante sua história a religiosidade e o atendimento médico sempre caminharam juntos. As missas eram celebradas por PADRES E BISPOS. No período da tarde as pessoas procuravam a paz e conforto dentro da igreja pedindo a cura dos seus parentes. Os médicos e enfermeiros também procurava força nos braços da igreja para continuar o seu trabalho.

A INSANIDADE

A SES que interviu e apossou da Santa Casa de Misericórdia de Cuiabá sem embasamento jurídico ou constitucional retirou o altar e as imagens de CRISTO DA IGREJA.

Veja a imagem do desmanche

A IGREJA durante os séculos em período de guerra ou catástrofes sempre foi usada para receber enfermos que eram colocados ao lado das imagens religiosas, nunca na história foi retirada as características das IGREJAS onde se coloca enfermos, porém o governador mauro mendes, o secretário de saúde gilberto e seus diretores que não são cuiabanos destruiu uma das tradições cuiabanas. Devemos lembrar a eles que Deus não vai deixar de dar respostas a eles.
Carnaval onde uma escola de samba simulava o diabo chicoteado CRISTO . Peça de teatro onde o ator mostra um CRISTO gay. Invasão de IGREJAS com destruição de imagens e jogando fezes no altar. Passeata onde mulheres se masturba com crucifixo. Brasil entre os países com maior números de contaminados e ó…

A imagem de santo é embalado, colocado de costas num canto como se estivesse de castigo.

Desrespeito máximo

É triste ver uma IGREJA CENTENÁRIA sendo tratada dessa maneira . Na SANTA CASA DE MISERICÓRDIA era realizada 1000( mil) cirurgias ao mês e o hospital trabalhava com 100 por cento de lotação. Era muito cansativo tanto para médicos e enfermeiros como para os outros funcionários e nessa hora encontrávamos forças na nossa fé para continuar fazendo o bem e tínhamos sempre os braços abertos da nossa igreja.
A senhora que cuidava da IGREJA sempre tinha uma garrafa de de chá de capim cidreira e outra de mate, todos da SANTA CASA DE MISERICÓRDIA sabiam que qualquer horário poderia ir até a IGREJA beber aquele chá quentinho para aquecer até a alma, e nos fazer esquecer o cansaço e continuar nossa missão.
Governador mauro mendes, secretário gilberto e seus diretores, vocês que nunca foram Benzidos na IGREJA DA SANTA CASA DE MISERICÓRDIA DE CUIABÁ e nunca tomaram o seu famoso chá, que faz parte da história de Cuiabá.

Vejam essas fotos:

Deixe uma resposta

Deixe uma resposta