fazendeiro de Barão de Melgaço é acusado de invadir e quebrar a casa do tataraneto de Augusto de Leverger

9

ReporterMT

Foto:Eurides Alvarenga

O tataraneto do militar Augusto João Manoel Leverger, Eurides Alvarenga, mais conhecido como Dinho, 55 anos, teve sua casa destruída na madrugada deste sábado (1º de março), em uma propriedade rural de Barão de Melgaço (113 km de Cuiabá).

A ameaça se concretizou na madrugada deste sábado, quando Dinho não estava na residência. Não foi informado se ele registrou um novo B.O contra o suposto mandante.

Ainda de acordo com as informações, Dinho fez um acordo verbal com o fazendeiro há 10 anos e que viviam pacificamente, mas desde 2020, ele vem sofrendo coações para sair do local. O tataraneto de Barão de Melgaço garante que a terra é dele e que nasceu lá.

A ação teria sido mandada pelo dono de uma fazenda intitulada Capim Branco, identificado como J.P., que tem coagido Dinho a sair da propriedade, alegando que ela o pertence. A terra fica na comunidade de Baía Sinhá Mariana.

Segundo informações do boletim, no dia 25, J. e mais 6 “capangas” teriam ido na propriedade, quebraram a cerca e disse que era para o proprietário sair da casa, pois iriam “passar por cima” dela.

AUGUSTO LEVERGER

Augusto Leverger, o Barão de Melgaço, foi um militar que nasceu na França e que se incorporou à Marinha brasileira após chegar ao Brasil, em 1824. Ele chegou a Mato Grosso em 1830 e foi presidente da província por algumas vezes.

Barão de Melgaço também foi um herói na Guerra do Paraguai, o maior conflito armado na América do Sul, no qual foi travada uma batalha entre o Paraguai e a Tríplice Aliança, composta pelo Brasil, Argentina e Uruguai.

Deixe uma resposta

Deixe uma resposta