Em sorriso, amigo mata amigo com tiro que a polícia vai avaliar se foi acidental

342

ReporterMT

Um homem se apresentou à Polícia Civil e relatou ter matado o amigo, deforma acidental, durante uma caçada a porcos selvagens. A vítima foi Allan Michel de Almeida de 26 anos, que morreu após dar entrada na Upa de Sorriso (442 km de Cuiabá). O acidente ou crime, aonteceu na noite do último domingo, durante a prática de caça a um porco em um milharal.

Ao delegado José Getúlio Daniel,o autor do disparo contou que ele, o filho e a vítima estavam na zona rural de Sorriso, caçando em um milharal separados, quando ele ouviu um barulho e fez o disparo com a intenção de acertar um porco e atingiu o amigo. A vítima era compadre do atirador.

O delegado José Getúlio Daniel explica que mesmo se apresentando na delegacia, o atirador não ficou preso uma vez que já não estava em situação de flagrante e por não ter mandado de prisão decretado pela Justiça em seu desfavor.

“Foi instaurado inquérito policial em que o suspeito responderá pelos crimes de homicídio culposo, porte ilegal de arma de fogo e crime ambiental de matar animal silvestre”, disse o delegado.

O caso

Alan foi atingido pelo tiro na região da axila. Ele foi levado pelo amigo à Upa no próprio carro, mas morreu logo depois de dar entrada na unidade de saúde.

Deixe uma resposta