Em inauguração de hospital, Botelho cobrou mais obras estruturantes para a cidade

37

Completando 154 anos, Várzea Grande inaugurou a maternidade Rede Cegonha, no Hospital São Lucas, local que foi totalmente readequado para atendimento exclusivo de partos. Com capacidade de até 300 partos mensais, são cinco salas, sendo uma para cirurgia cesariana e as outras para parto normal, com a ampliação de 24 para 30 leitos, numa parceira firmada entre a Assembleia Legislativa, governo do estado e Prefeitura de Várzea Grande.

A iniciativa contou com a defesa ferrenha do primeiro-secretário da Mesa Diretora da ALMT, deputado Eduardo Botelho (DEM), que encampou a ideia para que a Rede Cegonha instalada no Pronto Socorro municipal não fosse transferida para Cuiabá. Para isso, a ALMT destinou recursos na ordem de R$ 2 milhões para a adequação do São Lucas, mais o aporte do governo e prefeitura. Tornando possível a continuação da maternidade na cidade, num espaço exclusivo, sem atendimento de pacientes com Covid-19.

Em seu discurso de inauguração, Botelho destacou a ação importante dos deputados para atender a população. Lembrou as diversas lutas para ajudar a superar a pandemia, uma delas foi a entrega dos cartões de auxílio financeiro para 100 mil famílias de baixa renda para comprar alimentos.

Deixe uma resposta