Prefeitura de Jaciara admite preocupação com aumento de covid-19

14

A secretária de Saúde de Jaciara (144 km a sul de Cuiabá), Mari Rose, divulgou números preocupantes sobre a covid-19 no município. A gestora fez um comparativo entre a semana passada e retrasada e apontou que, entre os dias 10 e 14 de maio, 78 pessoas foram atendidas no Centro de Triagem da Covid-19, já na semana passada, entre os dias 17 e 21, 177 pacientes, o que representa um aumento de 127% na demanda de atendimentos.

Os dados, segundo a secretária, também são alarmantes referentes ao números de testes rápidos realizados, para diagnóstico da doença que saiu de 16 para 38 em um intervalo de duas semanas, o que representa 138%. Já os exames realizados pelo procedimento swab nasal, feito pela narina, saíram da casa dos 36 entre os dias 10 e 14, para 103 entre os dias 17 e 21 deste mês, totalizando 186%.

“Essa realidade epidemiológica todos precisam saber, para que cada cidadão faça a sua parte. É uma situação muito preocupante, a gente fala por Jaciara. Temos feito fiscalização, tomado todas as precauções, numa corrente enorme. A administração não está medindo esforços, porém todos precisam fazer seu papel e levar essa doença mais a sério. O vírus não acabou e cada vez chega com mais variações”, alertou a secretária de Saúde.

Ela explica que a Saúde tem trabalhado nos detalhes, cuidando da fiscalização, das sanitizações em órgãos públicos e no comércio, tem priorizado as vacinações, realizado diversas campanhas, mas adiantou que sem o apoio da população vai ser impossível conter o vírus que só em Jaciara, já levou a óbito 100 pessoas, desde que teve início a pandemia em Mato Grosso.

“O que acontece, as pessoas que estão na rua sem uma razão importante, acaba levando o coronavírus para suas casas. Acaba transmitindo às crianças, idosos e comprometendo a vida de seus familiares e todo o sistema de saúde. Nós Já estamos praticamente sem leitos no estado. É importante pensar na vida de todos. É muito sério. Nossas crianças estão adoecendo de covid”, alertou a gestora.

Deixe uma resposta