Membros da CPI da Sonegação Fiscal trocam experiências com vereadores de SP

45

Os vereadores Demilson Nogueira (PP) e Chico 2000 (PL), membros da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Sonegação Tributária, estiveram na Câmara Municipal de São Paulo, nesta quinta-feira (17), para trocar informações com o vereador pelo Isac Félix (PL) – que foi membro da CPI da Sonegação Tributária, na época  presidida pelo vereador Ricardo Nunes (MDB), atual prefeito de São Paulo.

Nos últimos cinco anos a capital paulista arrecadou aproximadamente R$ 5 bilhões com sonegação tributária referente ao ISS (Imposto Sobre Serviço).

A Câmara de São Paulo conduziu nos últimos anos outras duas CPIs relacionadas a grandes devedores e a fraudes fiscais que  resultou na recuperação de bilhões aos cofres municipais, incluindo recursos que eram devidos por bancos, queremos trazer essa experiência positiva para Cuiabá cumprindo nosso papel fiscalizador em benefício da população cuiabana”, disse o vereador Demilson Nogueira.

A meta para Cuiabá é que com a CPI as operadoras de cartão de crédito que atuam na capital e tem suas sedes em outros municípios onde as alíquotas são menores sejam notificadas e devolvam esses valores devidos aos cofres públicos. A expectativa é de que sejam arrecadados com a CPI algo superior a R$ 200 milhões. Segundo os parlamentares, o que daria para construir 10 viadutos Murilo Domingos.

“O motivo da visita em São Paulo é porque não conseguimos a contratação de uma empresa especializada para assessoramento, desta forma a comissão decidiu trocar informações com esses vereadores onde teve êxito na mesma CPI, que foi o caso de São Paulo. Nós fizemos o contato e os vereadores de lá se prontificaram a auxiliar”, afirmou Demilson Nogueira.

O vereador Demilson explica que as matrizes de todos os bancos em Cuiabá serão notificadas, e serão requisitadas documentações da Secretaria de Fazenda e outros órgãos envolvidos.

Deixe uma resposta