Mercado de Capitais – Atrativos e tributações para os brasileiros!

16

Finalizamos o ano de 2020 com quase 3,2 milhões de investidores na B3, muito interessante este dado, pois trás um cenário de crescimento de praticamente 100%, é importante refletir que neste período vivemos a pandemia causada pela COVID-19 e que atrelada a isto houve uma escassez de recursos.

Também é importante citar que neste ano de 2020 o Mercado de Capitais, teve picos históricos, ultrapassando pela 1ª vez a marca dos 120 mil pontos, retrocedendo o epicentro da crise sanitária a 63 mil pontos, uma gangorra que foi preciso ter estômago e fôlego para aguentar a pressão, dinheiro derretendo da noite para o dia e valorizando para os que não se desesperaram tudo isto teve em 2020, é claro que tudo isto despertou em mais 1,5 milhões de pessoas o interesse por este enorme mercado.

As mulheres, embora poucas na sua plenitude, mas já ocupam 26% deste mercado segundo a B3, 60% não tem filhos e 51% vivemos na região Sudeste do país, uma grande massa desta população utilizam os próprios aplicativos dos bancos para análises e das corretoras, é claro os bancos não foram tão inocentes de deixar este mercado chegar e dominar sem se adaptar, mas mesmo assim ainda precisam melhorar muito para fazer frente aos analistas de mercados, sendo que estes em sua maioria estão ligados a corretoras.

Mas o nosso papo neste momento, em que muito investidores estão procurando uma forma de manter e aumentar o seu patrimônio com investimentos em empresas de Capital Aberto, as famosas Sociedades Anônimas, é que este fique esperto com as oportunidades e com o que o mercado oferece, é importante sempre levar em consideração os indicadores contábeis e as projeções de futuros das empresas.

É importante conhecer as empresas e decidir um rumo para os investimentos, seja este visão de curto prazo, médio ou longo prazo, necessariamente quanto à visão que se deve ter, deixamos para os corretores opinarem e decidirem juntamente com os investidores, nosso papel maior é orientar que quanto mais ampla a sua visão, melhor será o resultado.

Ainda assim, também é importante ter uma organização quanto ao pagamento de impostos e entendimento do Mercado de Capital, sempre acabamos vendo investidores que se esquecem de pagar seus impostos e vão acertar tudo na hora do Imposto de Renda e acabam tendo sérios problemas com multas e juros, ou seja, é fundamental um profissional com conhecimento para acompanhamento neste momento tão importante, pois o seu dinheiro realmente não é lenha.

É importante entender as alíquotas, por mais que não saibamos todas, mas que o investidor tenha sempre as cartas na mesa para decidir sobre tributação alinhada a retorno, pois às vezes se espera um retorno mais rápido, mas que também oferece uma tributação maior é o caso das Day trade da vida. Logo, entender a sua tributação e seu posicionamento se torna fundamental gestão dos seus investimentos.

Por fim, é importante entender que estamos vivendo um momento conturbado politicamente, onde se veicula, a possibilidade de tributação dos dividendos, eu digo isto há pelo menos 05 anos, é o momento de pensarmos no que fazer, talvez seja, mas não se assustem e nem tomem decisões precipitadas com medo deste Projeto de Lei, isto ainda tem muita lenha para queimar, pelo menos mais 02 ou 03 anos para entrar em vigor, se for aprovado.

Continuem com seus investimentos, mas tenham em mente que a organização da parte contábil e tributária, alinhada a retorno é o que vai te garantir um futuro com liberdade e qualidade financeira.

Ederaldo Lima – Mestre em Ciências Contábeis, Prof. La Salle, Membro da AMACIC/MT e IBGC, CEO – Avante Contabilidade.

Deixe uma resposta