Pesquisa mostra que comércio se recuperou e cresceu 68% mesmo com a pandemia

11

O Índice de Confiança do Empresário do Comércio (Icec) em Cuiabá apresentou crescimento de 68,5% em um ano, saindo 78,7 pontos em julho do ano passado para os atuais 132,6 pontos em 2021. Os dados da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) e analisados pelo Instituto de Pesquisa e Análise da Fecomércio (IPF-MT) mostram uma evolução surpreendente dos indicadores, saindo de um grau pessimista para otimista.

Segundo a análise do IPF-MT, o resultado foi puxado pelas condições atuais do comerciante, principalmente pela melhora observada da economia, que saltou de 44,1 para 94,5 pontos em um ano, ou uma evolução de 265,2%. O índice de investimento também registrou crescimento na variação anual da pesquisa, com aumento significativo de 102,2% para a contratação de funcionários, passando de 75,6 para 152,9 pontos.

“A contratação de funcionários que o ICEC vem aumentando mês a mês, e representam a expectativa dos empresários do comércio e dos serviços. Isso se confirma em nossos estudos e outros indicadores como do Caged e do Banco Central do Brasil, com sucessivos saldos positivos entre demissões e contratações de empregados”, explicou o diretor de pesquisa do IPF-MT, Maurício Munhoz.

O forte avanço da pesquisa foi observado, ainda, nos dois últimos meses, com alta de 14,6% sobre maio de 2021. Com isso, o índice atual já retoma resultados que antecediam a pandemia por Covid-19 no mundo.

O presidente da Fecomércio-MT, José Wenceslau de Souza Júnior, conclui que os atuais resultados refletem aumento do PIB no país e em Mato Grosso, especialmente, com a produção agropecuária. “Temos acompanhado esses números em nosso estudo ‘Onde Investir em Mato Grosso’, que por meio de dados também do Banco Central do Brasil, confirmam o crescimento do comércio e dos serviços”.

Deixe uma resposta