Prefeito conta com câmeras de vídeos para conter onda de roubos na cidade

66

O prefeito de Chapada dos Guimarães, Osmar Froner (MDB), conta com a instalação inicial de 10 câmeras de videomonitoramento, ao custo aproximado de R$ 800 mil, para inibir a criminalidade contra os comerciantes e população, na área central da cidade. O prefeito se articula para conseguir o valor dos equipamentos em parceria com o Estado e de emendas parlamentares.

A iniciativa surgiu, após algumas reuniões da prefeitura com os comerciantes e a população, junto à Secretaria de Segurança Pública de Mato Grosso (SESPMT), com objetivo de dar fim a sequências de roubos aos estabelecimentos comerciais, ocorridos nos últimos tempos. “Precisamos do fortalecimento do patrulhamento rural e urbano com o apoio de videomonitoramento com equipamentos de alta resolução e poder controlar e diminuir esse tipo de ocorrência que causa pânico a todos”, justificou Froner.

Durante uma coletiva à Imprensa em seu gabinete, nesta quarta-feira (15), o prefeito disse, que um projeto está sendo elaborado pelos membros da SESPMT e será apresentado à Câmara de Vereadores e demais setores sociais do município, que apreciarão e poderão aprovar as medidas adotadas para reduzir os índices criminais na cidade. A área rural também será contemplada. “O Objetivo é oferecer segurança aos cidadãos de bem em defesa do seu patrimônio”, afirmou o prefeito.

Froner observou que o governo de Mato Grosso está sensível as questões de segurança nos municípios fora de Cuiabá com o recente anúncio de concurso público para novos delegados da polícia civil e com a ampliação do sistema de monitoramento eletrônico em apoio ao policiamento ostensivo. “Sinto que o governo quer cercar o Estado com o monitoramento de vídeos e com isso reforçar e tornar ainda mais eficaz, o trabalho das policiais”, observou o prefeito para membros das polícias, vereadores e representantes do comercio e da sociedade chapadense.

Com apoio de todos os setores, o prefeito afirmou, que o projeto auxiliará e fortalecerá o efetivo das policias militar e civil, no patrulhamento virtual e presencial, dentro do município, com ações policiais interligadas diretamente, com o Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (CIOSP), no Centro Político administrativo, em Cuiabá.

Além disso, o projeto respeitará os princípios constitucionais aos cidadãos que reclamam a sensação de insegurança instalada no âmbito do município com pouco mais de 20 mil habitantes, mas que aumenta, nos finais de semana com a presença de um grande número de visitantes aos pontos turísticos.

Conforme o prefeito, o município não abre mão de ter um delegado plantonista, novas viaturas e atividades delegadas (auxilio de policiais de folga) no combate à criminalidade.

O comandante da PM, Ten Cel PM, Cabral ressaltou a importância para os projetos sociais destinados aos jovens e adolescentes vulneráveis à criminalidade, que avança nas urbanas, ruais e periféricas da cidade. “Nesse momento todos os esforços são importantes para evitarmos o avanço dos jovens no mundo do crime”, argumentou.

A tese foi compactuada pelos policiais civis, Jacir e o investigador, Neidson, que representaram o delegado Alexandre. Além do membro do CDL, Douglas Araújo e o vereador Jonas (DEM) e o presidente do Conselho Comunitário de Segurança, Luis Crivellaro.

 

Deixe uma resposta